Seja bem-vindo (a) a sua Neverland virtual!

Aqui você encontrará tudo sobre o anjo e homem Michael Jackson e também poderá conhecer pessoas com os mesmos gostos que você. Irá conviver e aprender muito mais sobre este artista e ser humano maravilhoso que é Michael Jackson!

Faça parte da nossa família você também! Michael Jackson não é só um cantor e sim uma filosofia de vida!

------- Equipe Neverland -------

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[FINALIZADA] Suave Criminoso

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 10 ... 17  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 4 de 17]

76 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sex Set 17 2010, 13:53

Fada Miah


Membro Unbreakable
Membro Unbreakable
Esse video não entrou no recado acima

http://www.fadamiah.spaceblog.com.br

77 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sex Set 17 2010, 15:08

Ne Jackson


Fã Dedicado
Fã Dedicado
Nossa, como a Milly é lindaaaaaaaaaaaaaaa . Por isso Mike se apaixonou por ela.

Gostei da idéia!!!

Beijos!

78 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sex Set 17 2010, 20:07

karol jackson I


Super Fã Dedicado
Super Fã Dedicado
TBM amei a Milly ela é muito linda!!!

Adorei a idéia da posta esses videos

BJUS

http://www.dangerous-candy.tumblr.com

79 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sex Set 17 2010, 21:31

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Oi amores!!! O recado hj é rápido...Já estamos correndo "contra o tempo" pra fic, por isso, vamos acelerar mais um pouco, mas não se preocupem, não vamos diminuir a fic!!!! Bjs e obrigada, sempre, pelo carinho de vcs, por nossa fic, que também é de todas!!! Miah, adorei a idéia dos vídeos!!! Bksssssssss Vambora mais um pouco??? Very Happy


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

80 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sex Set 17 2010, 21:34

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
CONTINUAÇÃO....


- Não nos trate como idiotas, Slade! – Chazz levantou a voz. – Eu sei que você teve participação nesse acidente! E você vai pagar por isso, se eu tiver a certeza!

- Espere aí! Está me acusando, maninho? Que motivos eu teria para querer sua namorada morta, hein, Chazz? – Ele aproximava-se, lento.

- Não se faça de desentendido, sabe muito bem do que estou falando! – Chazz falava sério, sem desviar o olhar do irmão.

- Não sei... quero ouvir você dizer! Quero que me diga o motivo, que você acha que me levaria a atentar contra a vida dessa investigadora... Você está mais envolvido do que eu imaginava, não é, Chazz? – Slade cruzou os braços, encarando o irmão com fúria. – Eu me recuso em aceitar, o que estou suspeitando agora... não posso acreditar, que você foi capaz de trair a mim, eu sou o seu irmão! Vai Chazz... fala... confesse...! – Ele alterou a voz.

Chazz também cruzou os braços, e o encarou.

- Você tentou matá-la, porque ela e o parceiro, descobriram que foi você quem matou a Annelise Jonhson, e que nosso pai, subornou alguns policiais, para levantarem falsas pistas contra Michael Jackson! Se acha que o que estou fazendo é traição, Slade... não estou nem aí, mas a verdade, é que antes de ser o seu irmão, eu sou uma pessoa justa, eu não viveria em paz, sabendo que você cometeu um crime, e que um inocente está pagando em seu lugar. – A voz de Chazz era fria, mas ele conseguiu deixá-la firme, segura.

- Então você confessa que me traiu, traiu o nosso pai! – Slade balançou a cabeça, num gesto negativo. - E acha que eu vou engolir essa história de “justiça”... você fez isso para agradá-la, ficou enfeitiçado pela beleza da Detetive! Até deu às costas para sua própria família, por um bom “pedaço de carne”. – Ele desenhou no ar, com gestos de pura ironia.

- Não a chame de pedaço de carne!Seu canalha! – Chazz gritou, indo para cima dele, mas Milly o segurou.

- Não, Chazz, não vale a pena! Se brigar aqui, vão te expulsar do hospital, e a Alexis precisa de você aqui! – Milly segurava o braço de Chazz, tomando-lhe a frente, mas olhava para Slade, pelos ombros. Ouviu a voz de Chazz, próximo aos seus cabelos, mas não o olhou. Seu olhar era fixo em Slade.

- Não posso admitir, que ele fale uma coisa dessas da mulher que eu amo, Milly! – Chazz estava louco de raiva.

- “A mulher que eu amo.” – Slade debochou. – Todas as mulheres são iguais, Chazz, todas são vadias! Quando vai se dar conta disso? – Ele olhou e apontou para Milly. – Veja essa aí, por exemplo, seduziu o nosso pai, para tirar uma confissão dele, quem olha para essa carinha de anjo, nem desconfia que no fundo, não passa de uma piranha! – Gritou a última palavra, encarando Milly, com os olhos lunáticos.

- Eu não vou admitir que me ofenda! – Milly deu um passo em direção a ele, encarando-o, ainda fixamente. - Você não tem esse direito! – Sua voz estava rouca, pela raiva que sentia.

- Quem desconfiaria que, com essa cara de santa e esse jeito de boa moça, se esconde uma vigarista? Você seduziu o meu pai, para conseguir uma confissão dele, agora o velho está perdidamente apaixonado por você, ele finge que não, mas eu percebo isso, ele está transtornado, está sofrendo por tua culpa! – Slade chegou perto dela. – E se não desse certo com meu pai, hein, Milly? Tentaria comigo? – Ele passou a mão no rosto dela, que o empurrou, enojada.

- Tira as mãos de cima dela! – Chazz gritou o empurrando. – Se você se aproximar dela de novo, Slade, juro que não respondo por mim! - Chazz estava a ponto de cometer uma asneira, se Slade não fosse logo embora. – Caia fora daqui, Slade, agora!

- Mas o que é isso, irmão? Está querendo todas só para você? Pretende virar cafetão! Eu acho que vc não dá conta, vai por mim... – Ele deu um sorriso cínico, irritando a todos.

- Ela é minha amiga, e eu exijo que a respeite! – Chazz falava entredentes.

- Obrigada, Chazz. – disse Milly. – Mas pode deixar, eu sei me defender sozinha! – Milly voltou o olhar para Slade. – Eu não nego o que fiz com o seu pai, tive que quebrar meus próprios tabus, e só Deus sabe pelo que passei, sentia nojo cada vez que olhava para ele... Eu sou capaz de fazer tudo pelo homem que eu amo, moveria o céu e o inferno por ele, e foi em nome desse amor, que consegui enfrentar a repugnância que tenho de seu pai, para tirar o Michael, desse maremoto, que vocês o colocaram. Quanto à seu pai, não estou ligando para ele, quero mais é que ele se dê mal, ele passou a vida toda mentindo e enganando, para tirar proveito das pessoas... eu só o fiz provar de seu próprio veneno! – Ela sentia-se vitoriosa.

- Fez tudo isso pelo Michael? Desceu tão baixo, em nome do grande amor de sua vida? Amor... Amor... - Ele debochava, sorrindo. Encarou-os, sério. - Nunca devemos confiar no amor! O amor é traiçoeiro, o amor nos enfraquece, o amor nos trai! –Ajeitou uma mecha de cabelo, que estava na frente de seu olho. – O amor deixa-nos vulneráveis, o amor e o ódio são gêmeos-siameses, eles andam juntos, e nunca temos a certeza de quem é quem. Mas, para mim não importa, pois não é um e nem o outro, que me motiva, e sim os dois ao mesmo tempo!

- Não, Slade, está errado. – Milly disse, com calma. – O amor verdadeiro não é assim, ele é quem nos motiva, que nos dá força e esperança. O amor e o ódio são muito diferentes. O amor é a luz, o ódio é a escuridão, onde tem um, não tem o outro. Infelizmente, as pessoas não buscam mais viver o amor de verdade, acabam encontrando um amor falso, um amor que é como o ouro-dos-tolos!

Slade soltou uma gargalhada.


- Por que vocês, “santinhos”, – Fez um gesto, representando aspas. – são assim? Existe um livro, um manual no qual vocês decoram esses discursos fajutos? – Ele começou a andar de um lado para o outro. – Ah! Cure o mundo! Salvem o planeta! Se amem! Ajudem! Mantenham a fé! Tenham esperança! ... Bando de hipócritas! – Gritou. Isso é conversa fiada! – Chazz levantou-se parando à frente dele.

- Slade, é melhor você ir embora! – Chazz falou, com voz ameaçadora.

- O mundo real não é assim. – Slade continuou. – O mundo é dos espertos, daqueles que sabem jogar, e aqueles que sempre querem jogar limpo, nunca ganham, Chazz! Sempre se sai melhor, aquele que sabe blefar, que tem uma trapaça escondida na manga. – Ele olhou para Milly. – É uma pena que seu namorado não pense assim, ele seria capaz de ter o mundo aos seus pés, mas infelizmente, ele prefere amá-lo do que manipulá-lo!

- Agora chega, Slade! – Chazz estava furioso. – Já deu o seu showzinho hoje, agora vá embora! – Os olhos de Chazz estavam escuros, de fúria.

- Está certo, eu vou! – Slade virou as costas. – Diga a Alexis, quando ela acordar, que eu mandei um beijo para ela. – E começou a andar.

- Não me provoca, Slade! – Chazz gritou, tentando avançar no irmão de novo, mas Milly o segurou, enquanto Slade saía, acenando com a mão.

- Chazz ignore-o, por favor! Pela Alexis... – Pediu-lhe Milly, encarando-o.

Slade saiu da sala, rindo consigo mesmo. Durante a discussão, ele havia desviado o olhar várias vezes, de forma disfarçada, para um determinado canto da sala... lá havia um menino, que ficou o tempo todo quieto, Chazz e Milly estavam com os nervos tão alterados, que nem notaram, que ele analizava o menino, e optou por fingir que nem havia visto o garoto.

- Prince Michael II, o tal de Blanket, estava lá, com eles... – Disse baixinho, a si mesmo, quando chegava próximo à saída. – Parece que a sorte resolveu sorrir para mim hoje... – E sorriu, satisfeito.

Ao atravessar a porta de saída do hospital, ele pegou o celular e ligou para Vellian. Após alguns minutos, ouviu-lhe a voz, irritada.

- Delegado, acabei de comprovar, que nosso plano A, não foi 100% um sucesso, temos que partir para o plano B agora, você não vai acreditar no que eu vou te contar... – Slade acendeu um cigarro, e soltou a fumaça para cima, deixando o delegado curioso por alguns segundos a mais.





Menos de cinco minutos depois da saída de Slade, a Drª Marqueti entrou na sala de espera.

- Ouvi vozes exaltadas agora há pouco, não pude vir, porque estava ocupada, tem algo errado acontecendo aqui? – Observou as fisionomias.

- Foi um inconveniente, está tudo bem agora. Perdoe-me, Dra. Marqueti, não quis incomodá-la! – disse Chazz. – Deixe-me apresentá-las. Milly, essa é a doutora Jennifer Marqueti, a médica responsável pelo caso de Alexis, e Drª Marqueti, essa é Milly Anderson, uma amiga nossa!

As duas se comprimentara simpáticas. Jennifer a encarou, sorrindo.

- É um prazer! – Disse a médica, apertando a mão de Milly. – Espere um pouco, eu acho que te conheço, você não é aquela jornalista, que sempre defende Michael Jackson?

- Sim, sou eu mesma! – Ela sorriu. – E o prazer é todo meu, Dra. Marqueti!

- Eu adoro suas reportagens, o modo que você defende-o é tão intenso, tão verdadeiro!– Ela falava, balançando os punhos fechados. – Saiba que estou com você, também acho que ele é inocente! Ele não tem jeito de quem é capaz de cometer qualquer tipo de crime brutal!

- Fico feliz em ouvi-la falando assim, Drª Jennifer. – Disse Milly. – Michael precisa de muito apoio. Presumo que você seja uma fã... – Deixou a questão no ar.

- Não! – A médica sorriu. – Não gosto muito do tipo de música que ele trabalha, gosto muito de música clássica, mesmo assim, só instrumental. Porém, não é preciso ser fã para acreditar nele! Está explícito, que ele é vitima de uma armação, é só saber analisar os fatos.

- Que bom seria, se no mundo, existissem muito mais pessoas como você, Drª Jennifer, que não se deixa manipular por notícias falsas e tablóides mentirosos! – Ela suspirou.

Chazz, que estava aflito, cortou o assunto das duas, perguntando:

- Hãn... desculpe-me mudar o assunto... como está a Alexis? – A médica o encarou.

- Foi por causa dela mesma, que eu vim até aqui, para dizer que ela já acordou, está bem e consciente, já pode receber visitas!

Milly e Chazz olharam um para o outro, sorrindo, estavam felizes e aliviados.

- Me acompanhem, por favor! – Falou a médica, virando-lhes as costas e sendo seguida, por Chazz e Milly, que trazia Blanket pela mão.


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

81 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sex Set 17 2010, 21:59

CrisMj

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
q cara mais nojentoooooooooo, esse Slade me da muito medooo... ele é doidoooooo....
a Milly tem q ter mais cuidado com o Blanket...
o Slade reparou muito bem no menino....

ele ainda vai aprontar.....

flores a fic ta maravilhosaaaa....

bjos...

82 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sex Set 17 2010, 22:21

Ne Jackson

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
Uauuuu, quase entrei na fict e dei um soco no Slade . Ele é um psicopata pleno, ele disse coisas horríveis ao próprio irmão, foi no hospital de forma fria só para saber se o "plano de assassinato" tinha dado certo, e ainda por cima chamou a Milly de vadia....aiiii que odiooooooooooooo.

Agora acho que o Chazz também corre perigo, ele acabou de declarar guerra ao pai e ao irmão, eles não vão perdoar ele nunca.

Milly querida eu te admiro muitooo, mas não acho que foi uma boa idéia você ofender o Jagger, sei que o sangue subiu, mas eles vão se vingar. Ele percebeu a presença do Blanket, o que será que eles (Slade e Vellian) vão fazer???????

PARABÉNS MENINAS!!!!! ESTA CADA VEZ MELHOR!!!

83 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sex Set 17 2010, 22:26

MaryMJ

avatar
Fã Máximo
Fã Máximo
Nem sei como o chazz consegui se segurar pra não dar um soco nesse traste do Slade,ninguem merece um irmão desses!

Milly leva logo o Blanket pra casa...ele tá correndo perigo !




84 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sab Set 18 2010, 00:14

ci_jackson

avatar
Super Fã Veterano
Super Fã Veterano
Noossa perdi muita coisa.
Confesso que corri pro fim do cap pra ver se tinha acontecido algo com Blanket...rsrs
sempre faço isso qdo estou ansiosa demais, mas depois li tudinho.
Aff, esse Slade é um doente mesmo, tem que ter muito cuidado com ele,
ainda mais agora que ele viu Blanket.


Miah adorei os vídeos viu?!?!
Ainnn a fic já está acabando né?
Pooo
xa... gonnacry

85 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sab Set 18 2010, 04:09

haru

avatar
Fã Máximo
Fã Máximo
Ain...que raiva desse Slade, que cara mais nojento...
O que eles vao apronta?? Ele sabe que o Blanket ta ali, Milly cuidado!!!

86 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sab Set 18 2010, 09:08

Carolina Jackson

avatar
Membro Star
Membro Star
ouuuww a Milly éee lindaaaaaaa,ameeei os videos
muito legal mostrar os videeeos
ameei

Sobre o cap
AAAAHHH QUE RAIVAAA DO SLADEEE
omg será q ele vai fazer alguma coisa com o Blanket?
MILLYY CUIIDADOOO
Chazz metee a mãao na cara deleee
Aff mais o Chazz fez a coisa certa se naum ele naum poderia ver a Alexis
ahhh doidaa para o proximoo cap
Ahhhh já ta acabandoo?

http://carolmj.tumblr.com/

87 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sab Set 18 2010, 09:42

Fada Miah

avatar
Membro Unbreakable
Membro Unbreakable
CAPÍTULO 51


Alexis estava em um dos melhores quartos do hospital, havia nele TV a cabo, um bom sistema de ar-condicionado central, e a cama era muito confortável! Quando ela acordou, a primeira coisa que viu, foram as orquídeas perto de sua cama. “Chazz!” pensou consigo, sorrindo, “...mas como ele sabia que ...? Bastion, é claro!”. Respirou, profundamente, para sentir o aroma das flores, queria muito ver Chazz, naquele momento!

Mexeu-se na cama, tentando endireitar seu corpo, foi então que sentiu sua perna endurecida, até então, não tinha reparo nisso... a perna direita estava em uma tipóia, suspensa por uma faixa, presa no alto. Nesse momento, recordou-se do acidente, da angússtia que sentiu, enquanto o carro capotava desgovernado, quando teve a certeza de que não sairia daquele acidente com vida! Ainda bem que estava enganada... lembrou-se de ter perdido a consciência, antes do carro parar, tudo tinha ficado escuro, depois, houve pequenos lapsos, seu consciente havia despertado algumas vezes, de um jeito confuso, embora seu corpo não respondesse.

Ouviu a voz de Chazz, enquanto sentia seu corpo sendo puxado, de dentro do carro, ela chamou por ele, para ter a certeza de que estava com ela, ouviu-o responder, e depois voltou a desmaiar. Sua consciência voltou mais tarde, e como da primeira vez, não conseguiu abrir os olhos, era como se estivesse presa dentro do próprio corpo, porém, podia ouvir tudo o que diziam. Haviam vozes ao seu redor, falavam dela, diziam que haviam ministrado analgésicos fortes, porque ela não aguentaria a dor na perna. Disseram que ela tinha sofrido uma luxação, causada pelo impacto do carro,e ouviu explicarem que, luxação não é a quebra do osso, e sim, quando dois ossos se desencaixam, mesmo assim, causa muita dor!

Ouviu também, eles falarem que ela não tinha sofrido nenhum ferimento grave, e que ficaria bem! O único ferimento grande foi causado por um pedaço de vidro, que bateu em seu rosto, fazendo um corte grande e profundo! Novamente, voltou a dormir, depois, só se lembrou de sentir seu rosto sendo costurado, não sentia dor, porque estava sedada, mas ouviu quando alguém falou “17 pontos,” o que a deixou muito aflita! Após esses lapsos de memória, não se lembrou de mais nada, até acordar de vez, nesse momento!

Passou a mão no rosto e sentiu o curativo, não tinha sonhado, tudo tinha acontecido de verdade!

Seus pensamentos foram interrompidos, quando a porta se abriu, e por ela, entraram Chazz e Milly, que segurava um menino de boné vermelho, pela mão. Alexis reconheceu-o, imediatamente, mas sabia que não podia comentar sua identidade, pois, junto com eles, entrou uma médica, de aparência comum, não era bonita, mas tinha seu charme... possuia estatura mediana, corpo bem magro, e cabelos castanhos, com reflexos loiros. Todos sorriam para ela, mas não puderam esconder um olhar curioso, sobre o grande curativo do lado esquerdo de seu rosto, mesmo sem comentar sobre o mesmo.
- Oi meu amor! – Chazz foi para perto dela, e deu um beijo, do lado direito de seu rosto. – Você está bem? Está sentindo alguma coisa? Alguma dor? – Ela balançou a cabeça, negando.

- Estou bem... eu acho... – Disse incrédula. - Não sinto nada de errado!

- Ao que me parece, está bem sim. – Disse Milly, sorrindo para ela. – Grande susto deu-nos, garota!

- Ela está bem, sim! – Respondeu a médica. – Só que vai ter que andar de muletas, por um mês... ah! Você ainda não me conhece, sou a doutora Jennifer Marqueti. – Sorriu-lhe, amigável.

- Muletas!? – Gemeu Alexis, exaltada, nem se dando conta de que a médica tinha acabado de se apresentar. – Eu me recuso a andar por aí de muletas, isso é inadmissível!

- Não pode recusar, Alexis! – A médica a repreendeu. – Se não seguir essa ordem médica, poderá ficar manca para o resto da sua vida. É isso que vc quer? – Ela negou.

Alexis soltou o ar com força, contrariada pelo que tinha acabado de ouvir, não teria escapatória! Chazz, percebendo que a notícia tinha deixado Alexis de mau humor, disse-lhe, em um tom divertido:

- Eu posso me mudar para o seu apartamento, e ficar cuidando de você, que tal? – Afagou os cabelos dela.

- Você praticamente já mora comigo, Chazz! – Ela disse com sarcasmo, fazendo todos no quarto rirem.

- Bem... vou sair e deixá-los á sós. – Disse a doutora Jennifer. – Tenho outros pacientes, para cuidar, e se durante a noite, tudo correr como o planejado, amanhã eu volto para te dar alta, certo Alexis?

- Certo! – Ela respondeu, com um sorriso sereno. – Muito obrigada por tudo, Dra.Marqueti!

A médica despediu-se de todos ali, e saiu do quarto. Alexis fechou a cara, como se esperasse a médica sair, para dizer o que estava pensando.

- Muletas... imaginem só! Eu usando muletas. – Ela parecia indignada.

- Antes muletas, do que a sua vida! – Falou Milly, se aproximando da cama dela. – E pense, que será por pouco tempo, Alexis!

- É... você está certa. – Alexis concordou, ainda contrariada.

Blanket, que estava no colo de Milly, estendeu uma rosa branca, em direção à Alexis.


- Para você! – Alexis pegou a flor da mão dele, sorrindo para o menino. – Vou pedir para o papai do céu, que você fique logo boa! – Ele devolveu-lhe o sorriso.

- Ah! Obrigada! Você é um menino maravilhoso! – Cheirou a rosa. - Seu pai vai ficar orgulhoso de você!

- Desculpe, Alexis, mas estou curiosa. – Milly estava séria. – Como foi que aconteceu? Foi descuido seu ou...

- Meu carro foi sabotado! Milly, o acelerador estava descontrolado e os breques não funcionavam. A verdade é que tentaram me matar, eu já tinha sido ameaçada pelo Vellian e pelo Slade, eles estão desesperados, por causa das provas que temos em mãos! Bastion estava certo, eu me excedí e falei mais do que devia, e eu tenho a certeza de que eles vão agir de novo, principalmente, porque o atentado contra mim não teve sucesso, por isso é bom termos cuidado. – Ela respirou um pouco. Ainda sentia as costas doloridas.

- Acha possivel que tentem matá-la, novamente, ou a qualquer um de nós? – Perguntou Milly.

- Acho improvável, outro acidente, que atente contra a vida de qualquer um de nós, não seria interpretado como coincidência, ou um acaso... mas eles vão procurar outro caminho, eu sei! – Ela tinha uma expressão pensativa, como se analizasse algo no ar. – Quando conheci Slade pessoalmente, vi que estamos lidando com uma mente doentia, só Deus sabe que tramas passam por aquela cabeça. – Alexis olhou para Chazz. – Me desculpe por estar falando assim do seu irmão! – Ele a encarou.

- Não me importo, e não o considero mais como irmão, depois do que ele fez com você. – Chazz franziu a sobrancelha. – Dessa vez, Slade foi longe demais!

- Tive a mesma impressão dele, agora há pouco. – Milly encarava Alexis. – Ele esteve aqui e...

- Ele esteve aqui? – Alexis interrompeu gritando. – E viu Blanket com você?

- Eu... não... – Milly, de repente, percebeu que na hora estava tão irritada, que nem se deu conta desse fato. Será...

- Parece que não! – Disse Chazz. – Tivemos uma discussão acirrada, e em nenhum momento, ele deu a impressão de ter notado o garoto.

- Também acho que ele não viu, mas se o viu, não identificou quem era o menino! – Disse Milly, em tom preocupado.

Chazz, notando a aflição em que sua amiga estava ficando, tentou mudar de assunto, rapidamente.

- O Michael já soube do acidente com a Alexis? Devíamos ter avisado-o.

- O Bastion disse que avisaria, só que ele não poderá vir fazer uma visita, acho que vocês entendem o motivo. – Ela olhou para Alexis.

- Acho que, talvez. – Alexis esticou as palavras. – Se o próprio Michael Jackson, aparecesse aqui para me fazer uma visitinha, acabaria com a paz que reina nesse hospital!

- É, com certeza! – Disse Milly, rindo e consultando o relógio ao mesmo tempo. – Bem.. infelizmente, já está ficando tarde e eu tenho que ir, o pai desse menino lindo aqui, deve estar morrendo de preocupação! – Falou, fazendo cócegas em Blanket, o menino se contorceu, dando gargalhadas. – Fico feliz que esteja bem, Alexis! – Sorriu-lhe.

- Obrigada, Milly! E eu fiquei muito feliz que tenha vindo me visitar. – Alexis também sorriu-lhe.

- Amiga é para essas coisas! – Milly piscou. – Então, tchau para vocês dois. Vou deixá-los à sós, para se curtirem. – Deu um beijo no rosto de Alexis e outro no rosto de Chazz. – Fiquem com Deus, nos vemos em breve, qualquer coisa, podem me ligar!

- Está certo, Milly! – Respondeu Chazz.

Blanket também se despediu dos dois, ele e Milly saíram juntos, de mãos dadas.

Quando já estavam sozinhos, Chazz lançou um olhar sério para Alexis, e ela se mexeu na cama, como se algo a estivesse incomodando.

- Agora me fala, Alexis. O que há? – Ele a encarou, desconcertando-a.

- O que há? Como assim? – Ela perguntou, disfarçando.

- Posso não conhecê-la há anos, mas a conheço o suficiente, para saber que tem algo errado... posso ver nos teus olhos, e no sorriso forçado em seu rosto, que alguma coisa está te incomodando. – Ele pegou em uma de suas mãos. – Me diga o que é, confia em mim!

Neste exato momento, os olhos de Alexis ficaram marejados, os lábios tremeram e ela levou a mão que estava solta ao rosto, passando-a, trêmula, pelo curativo.

- Isso aqui, está me incomodando, e não me diga que não é nada, porque eu vi o jeito que você e a Milly, olharam para esse curativo enorme! Eu estive consciente em alguns momentos, mesmo que não pudesse acordar, podia ouvir tudo o que diziam, e também podia sentir. Este curativo está aqui, porque um pedaço de vidro rasgou o meu rosto. – ela respirava forte e falava rápido. – Eu senti quando eles me costuraram, mesmo sedada, eu senti, o rasgo foi grande e... – Ela baixou a cabeça.

- E... o quê, Alexis? Continua! – Ele pediu-lhe, sem deixar de encará-la.
- Vai ficar cicatriz, Chazz, uma cicatriz enorme marcando o meu rosto! Eu nunca mais serei aquela mulher, de beleza perfeita, porque agora eu vou ter uma cicatriz horrível no rosto. – Ela começava a falar ainda mais rápido e com a voz tremida. – E eu estou com medo de que, agora, você não me queira mais, já que não sou mais tão bonita! Estou desesperada, porque... – Ela encarou-o, que a ouvia desabafar, quieto. Ela respirou, e começou a falar, com calma. – Porque agora, acabou qualquer dúvida, porque agora eu tenho a certeza de que... eu te amo! – Ela tomou fôlego, resolvera falar tudo de uma vez. – Enquanto meu carro girava no ar, eu só conseguia pensar em você... quando eu pensei que morreria ali, ainda assim, só pensava em você... Mesmo antes de perder a consciência, eu me senti angustiada, por que eu não queria ficar longe de você! Eu te amo, Chazz! – Ela o encarou, e ele continuou a olhá-la, quieto. – Você não vai falar nada? – Ela perguntou, nervosa. – Está tentando encontrar as palavras certas, para não me deixar magoada, é isso. –Ela dizia, como se tivesse certeza absoluta. – Todo homem é igual, só se importa com a beleza exterior... agora que eu não sou tão bonita...

- Alexis! – Ele a interrompeu, fechando o semblante. – Cala a boca! – Ele sorriu, vendo-a encará-lo, surpresa. – Acha mesmo que eu gosto de você só porque é bonita? Fique você sabendo, que mesmo se você saísse desfigurada desse acidente, eu não te deixaria! Não vou negar, que o fato de você ter uma beleza exuberante, foi um fator importante para me interessar por você, só que a sua personalidade, foi muito mais decisiva, para que eu me apaixonasse! Se eu estivesse atrás apenas de mulher bonita, não teria lutado tanto para te conquistar, porque tem muita mulher linda, por aí, que adoraria ser a minha namorada! Eu não te amo pelo o que você é por fora, mas sim, pelo que você é por dentro! Eu te amo porque você é única, porque eu adoro o seu jeito de ser, de falar, de olhar, de rir e até o jeito que você briga comigo! – Ele terminou, aproximando-se do seu rosto.

- Fala a verdade? – Ela perguntou em voz baixa.

- Nunca fui tão sincero, em toda a minha vida!– Passou a mão no rosto dela. – Eu procurei por muito tempo, uma mulher que me fizesse sentir completo, que me fizesse alcançar a plenitude da felicidade, alguém que quando estivesse junto comigo, me fizesse esquecer dos problemas do mundo lá fora, e eu encontrei tudo isso em você! – Ele passou a mão sobre o curativo. – Não é uma simples cicatriz, que vai quebrar tudo isso.

Alexis sorriu para ele.

- Agora eu também acredito em cara-metade, eu encontrei a minha! – Ela pegou a mão dele, e a beijou. – Você é muito mais e muito melhor do que eu sempre desejei em um homem! Às vezes, me belisco para ter certeza de que não estou sonhando. – Ela respirou fundo. – Eu te amo, Chazz! – Sua voz estava emocionada.

- Eu também te amo, Alexis! – Ele chegou mais próximo e a beijou, com cuidado, tinha receio por causa do curativo. – Só para você saber. – Ele falava e a beijava, ao mesmo tempo. – Você continua sendo a mulher mais bonita que já vi na minha vida!

A porta do quarto se abriu, e Bastion entrou.

- Opa! Me ignorem, não quero interromper nada! – Ele brincou.

- Tarde demais! – Alexis disse rindo.

- Me desculpem! Mas eu não podia deixar de fazer uma visitinha, para minha parceira e minha grande amiga! Pelo que posso ver, você está otima! É como diz o ditado, vaso ruim não quebra fácil! – Bastion riu alto e Chazz baixou a cabeça, rindo também.

- Maldosos! – Disse Alexis, com voz manhosa. – Quer dizer, que sou um vaso ruim, é?

- Nem tanto! – Bastion entregou –lhe um buquê de orquídeas. – Toma, suas favoritas! – Ele olhou em volta, o arranjo perto da cama dela. – Já tem um monte delas aqui, pelo que posso notar.

- Como se você não tivesse participação nisso! – Retrucou Alexis.

- Pois é, valeu pela dica, Bastion! – Chazz se levantou e deu um soquinho no ombro dele. – E a Cristina, está melhor?

- Não a deixou sozinha para vir me vistitar, não é Bastion? – Alexis complementou a pergunta de Chazz. – Tinha me dito que ela não podia ficar sozinha.

- Claro que não a deixei sozinha! Meus sogros estão lá com ela e a Loren, e eu não pretendo demorar muito aqui. Respondendo a sua pergunta, Chazz, o estado dela permanece o mesmo, porém ela não teve nenhum mal estar. – Bastion limpou a garganta. – Então, Alexis, mudando de assunto. Quem entrou em contato comigo, foi o polcial Ribeiro, e ele me disse que pelo que testemunhou, o seu carro estava desgovernado, você confirma isso?

- Infelizmente sim, tentaram me matar. – Ele a encarou, sério.

- Nem fico mais surpreso com essa corja! - Bastion balançou a cabeça negativamente.

- Hoje mesmo, eu vou sair daquela mansão. – disse Chazz. – Não vou suportar mais ficar lá dentro olhando para cara do meu pai e do meu irmão, não depois do que eles fizeram a Alexis! – Ele estava determinado.

- É o melhor que você faz Chazz, aquele ambiente não é bom para você! – disse Bastion.

Alexis suspirou, olhando para os dois.

- Ainda acho que eles não vão parar por aqui...

http://www.fadamiah.spaceblog.com.br

88 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sab Set 18 2010, 09:46

Fada Miah

avatar
Membro Unbreakable
Membro Unbreakable
Como prometi, cada dia eu postarei videos de um dos personagens


Agora é a ves de Ali Larter, a nossa Alexis Rhodes.








No primeiro video ela esta loira, mas no conto ela é ruiva, ou seja, tem a aparencia do segundo video


Wink

http://www.fadamiah.spaceblog.com.br

89 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sab Set 18 2010, 12:31

Lafê Music

avatar
Fã Veterano
Fã Veterano
Já assisti alguns episódios de Heroes e agora sempre que vejo essa personagem, automaticamente associo ela a Alexis, é como se fosse de fato ela! adoooro! kkkkk

http://www.som-do-coracao.blogspot.com.br/

90 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sab Set 18 2010, 19:51

karol jackson I

avatar
Super Fã Dedicado
Super Fã Dedicado
amores cheguei atrasada e perdi dois caps mais agora eu já li... estou c/ medo... q Deus proteja a Milly e o Blanket.

e o video, eu tbm já assisti alguns episódeos de Heroes... essa personagen é muito linda parece mesmo c/ o jeito da Alexis.

http://www.dangerous-candy.tumblr.com

91 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Sab Set 18 2010, 22:11

Leele

avatar
Super Fã Veterano
Super Fã Veterano
eu temia por isso.
Isso de o Slade usar as crianças,que Deus os proteja

92 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Dom Set 19 2010, 02:12

haru

avatar
Fã Máximo
Fã Máximo
O Chazz eh um amor mesmo, nao merece a familia que tem!!!
Tomara que nao aconteca nada com a Milly e o Blanket!!!

93 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Dom Set 19 2010, 03:33

LeehJackson

avatar
Novato (a)
Novato (a)
aiin... Amei a fiic e li tdo, Tomara que não aconteça nada com o Blanket e com a Milly...Muito menos com o Mike, Já amo a Alexis e to torcendo para que o Bastion leve as Provas para a corregedoria Very Happy VICIADA 8-25-03tv_horror

94 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Dom Set 19 2010, 10:58

Fada Miah

avatar
Membro Unbreakable
Membro Unbreakable
Agora é a vez de Ken Watanabe ... o nosso Bastion Misawa



http://www.fadamiah.spaceblog.com.br

95 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Dom Set 19 2010, 21:28

Leele

avatar
Super Fã Veterano
Super Fã Veterano
ansiosa pelo próximo capítulo...

96 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Dom Set 19 2010, 21:36

LeehJackson

avatar
Novato (a)
Novato (a)
Posta a fic amore por favor to qse me matando de curiosidade Sad [/morrendoaqui]

97 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Seg Set 20 2010, 12:43

Fada Miah

avatar
Membro Unbreakable
Membro Unbreakable
Vai Lilian... posta mais!!! Very Happy

http://www.fadamiah.spaceblog.com.br

98 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Seg Set 20 2010, 16:52

LeehJackson

avatar
Novato (a)
Novato (a)
É isso ai Lilian... Posta mais Very Happy

99 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Seg Set 20 2010, 17:55

MJalice

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
Oi poov \o
Sou leitora nova akîîe .
A fic é uma das melhores quê já li;


Alexîs devia ficar com o Chass e a Miily com o Maico ...

Milly podia mudar o visu pra empresionar mais o Maico...
Milly volta pro Maico please;


(To no cáp 28 não sei se ela ja volto)
Tô atrasada

100 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Seg Set 20 2010, 18:07

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
E como está MJAlice!!! Rolling Eyes Mas se preocupa não, vc alcança!!! rsssss Very Happy e vem muita emoção pela frente!!!:corerosa*:

Calma, meu povo, já estou mandando pra vcs!!! bjssssss lovemj


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

101 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Seg Set 20 2010, 18:11

MJalice

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
lilianrocha escreveu:E como está MJAlice!!! Mas se preocupa não, vc alcança!!! rsssss e vem muita emoção pela frente!!!


Esta otima, a fic e uma das melhores que já lí;
É uma fic muito realista e muito bem escrita, parabéns pra vs's Lilian e Miah.

102 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Seg Set 20 2010, 18:12

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
CAPÍTULO 52


Milly já estava a caminho de Neverland, chegaria lá em menos de vinte minutos. Ela dirigia contente, enquanto vigiava Blanket pelo retrovisor,e cantava junto com ele, a mesma música que estava tocando no CD player:

A B C ,
Its easy as
One, two, three
As simple as
Do re mi, A B C, One, two, three
Baby, you and me girl

Novamente, ela sorriu para o menino, pelo retrovisor e ele mandou um beijo para ela. Ao desviar o olhar, percebeu dois carros, um Impala azul e um Mustang preto, porém, se não estava enganada, já tinha visto os mesmos carros atrás dela, quando ainda estava no centro da cidade... Ou era muita coincidência ou... estaria sendo seguida?

*-*-*-*-*

No quarto do hospital, Bastion, Alexis e Chazz continuavam conversando.

- E essa perna, hein? – Perguntou Bastion. – Quanto tempo vai ficar assim?

- Pelo menos um mês. – Alexis respondeu, virando os olhos. – E vou ter que usar muletas.

- Muletas?! – Bastion riu. – Tomara que seja um mês mesmo. Não poderá combater o crime usando muletas, não é parceira? – O tom de voz dele era sarcástico.

- E como não? – disse Chazz. – Se ela tiver uma boa pontaria, pode atirar as muletas na nuca dos bandidos. – Chazz fez um gesto como se atirasse algo no ar, ele e Bastion riram juntos.

- Engraçadinhos! – disse Alexis, no mesmo momento que a música “Smooth Criminal” começou a tocar.

- Ouço Michael Jackson... Será alucinação auditiva? – Disse Chazz, com ar engraçado, olhando para cima.

- Não, meu caro, é somente o meu celular. –Bastion comentou, olhando o visor. Chazz fez um gesto de alívio.

- Ufa! Achei que o Michael tinha vindo para cá, visitar a Alexis, e os pacientes o obrigaram a fazer um show, especialmente para eles! – Chazz completou.
- Bastion, o toque do seu celular é uma música do Michael? – Perguntou Alexis, surpresa.

- Pois é, fui contagiado. – Respondeu sério, ainda olhando o visor. – Engraçado, não conheço esse número... – Atendeu, antes que a ligação caísse.


*-*-*-*-*

- Blanket, o cinto está apertado? – Milly perguntou, séria, ainda olhando o retrovisor. Os carros pareciam mais próximos.

- Está sim, dinda! – Ele parecia cansado.

- Certo! A dinda vai ter que correr em pouco, não fique assustado, está bem, meu amor?

- Por quê vai ter que correr, dinda? – Ele olhou-a, admirado.

- Para chegarmos em casa mais rápido. – Ela deu um sorriso forçado. – Seu pai e seus irmãos devem estar com muitas saudades de nós dois!

Milly afundou o pé no acelerador e viu, pelo espelho retrovisor, os dois carros ficando para trás, ao longe. Sentiu alguns segundos de alívio, até ouvir o barulho de um motor potente se aproximando, e, olhando novamente pelo retrovisor, viu o Mustang chegando perto, com uma velocidade absurda! Milly tentou correr ainda mais, só que ela não podia vencer o Mustang, não somente pela potência superior do outro carro, mas também, porque ela não tinha experiência nenhuma em correr com este carro, nunca na vida tinha ultrapassado um limite de velocidade! Não demorou muito, para o Mustang ficar, lado a lado, com o carro dela. O motorista continuou acelerando, até ultrapassar o seu carro e ficar bem em frente ao dela, impedindo a fuga. O Mustang continuou acelerando, até se afastar, deixando o carro de Milly bem para trás... Milly sentiu mais alguns segundos de alívio, pensou que talvez estivesse se assustando à toa, e o motorista encarou como um desafio ao carrão dele, o fato de acelerar o dela, mas o alívio foi passageiro, de repente, o motorista deu uma empinada brusca e parou com o carro, atravessado, bem em frente ao dela, forçando Milly a dar uma freiada brusca, parando, assustada.

A porta do motorista do Mustang se abriu, e de dentro dele, saiu Slade, que olhava para ela com ar debochado. Ele sentou-se no capô de seu carro, e acendeu um cigarro, seus olhos estavam vidrados nela, observando com prazer, o seu rosto apavorado.

CONTINUAAAA


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

103 Re: [FINALIZADA] Suave Criminoso em Seg Set 20 2010, 18:55

karol jackson I

avatar
Super Fã Dedicado
Super Fã Dedicado
AHHH o q será q o Slade vai fazer???????????Tô c/ MEDO!!!!!!!!!!!!!!!

http://www.dangerous-candy.tumblr.com

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 4 de 17]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 10 ... 17  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum