Seja bem-vindo (a) a sua Neverland virtual!

Aqui você encontrará tudo sobre o anjo e homem Michael Jackson e também poderá conhecer pessoas com os mesmos gostos que você. Irá conviver e aprender muito mais sobre este artista e ser humano maravilhoso que é Michael Jackson!

Faça parte da nossa família você também! Michael Jackson não é só um cantor e sim uma filosofia de vida!

------- Equipe Neverland -------

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[FINALIZADA] Ainda há tempo??

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 6 de 9]

alessandra.santos.3591267


Fã Dedicado
Fã Dedicado
Shocked  Very Happy  Arrow 
alessandra.santos.3591267 escreveu:Sad  bounce

127 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Ter Jun 10 2014, 10:16

lilianrocha


Fics
Fics
alessandra.santos.3591267 escreveu:Shocked  Very Happy  Arrow 
alessandra.santos.3591267 escreveu:Sad  bounce


Realmente, Alê...muito tempo já passou...mas não o tempo suficiente pra acabar com esse "louco amor" dos dois...então, essa é a pergunta principal...Ainda há tempo, pra esse amor??

alessandra.santos.3591267


Fã Dedicado
Fã Dedicado
Very Happy  Arrow  I love you 
alessandra.santos.3591267 escreveu:Sad  bounce

129 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sex Jun 13 2014, 14:40

claudyanne.santos.37

avatar
Super Fã
Super Fã
vai  Lá ...  Hehehe  Eitâ ,  ele ta  tão  bem  e  agora  e  a  Lenny ...  Aff 
esses  dois  tem  que  ficar  juntinhos ...

130 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sab Jun 14 2014, 12:33

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Meninas, o pedacinho de hoje é pequeno, reconheço, mas como é um fato relevante e muito triste pra todas nós, deixei-o isolado, mas ele é necessário pela cronologia do conto....E infelizmente foi real...ou não...mas existiu, tenho que acrescentar...Bjsss


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

131 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sab Jun 14 2014, 12:33

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Junho de 2009. Robert estava em sua casa, ao lado de Barbara, tendo seus filhos gêmeos brincando com a babá no jardim da frente, quando um noticiário urgente ganha os canais de TV, fazendo com que ele expressasse dor ao ouvir a notícia:
- “Acaba de morrer, de ataque cardíaco em sua mansão, o cantor Michael Jackson, de 50 anos!”
- Meu Deus! – Ele exclamou, surpreso e triste, ao ver as cenas que desfilavam na televisão. Gostava muito de Michael, como artista, como cantor e conhecê-lo foi uma das coisas mais fascinantes que acontecera em toda sua vida...
Lembrava agora, do olhar do ídolo, ao entregar-lhe o Grammy, naquela noite inesquecível e quando ele retribuiu a gentileza, sorrindo-lhe, ao entregar o prêmio que o Mind ganhara, alguns anos depois! Inesquecível.... E agora, ele ia embora, assim...tão de repente! Barbara beijou-lhe o rosto, consolando-o. Robert deixou que lágrimas escorressem por seus olhos. Seus ídolos estavam indo embora...Algum dia, seria ele, quem iria embora, também....
No Brasil, Lenita também entristecia-se com a notícia, assim como no mundo inteiro...Ninguém queria acreditar....Lembrava do ídolo, na noite da entrega do Grammy, o quanto Robby ficara emocionado ao entregar o prêmio a ele...e a emoção do próprio Michael, ao entregar o Disco de Ouro ao Mind, alguns anos depois, naquela noite memorável...Quantas recordações....Lenny olhava o noticiário com tristeza e lágrimas nos olhos....
 

 


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

132 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sab Jun 14 2014, 12:37

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Sad  Sad  Crying or Very sad  Crying or Very sad  Rolling Eyes  Rolling Eyes  Cool



Última edição por lilianrocha em Sab Jun 14 2014, 12:39, editado 1 vez(es)

133 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sab Jun 14 2014, 12:37

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Amanhã posto um grandinho, pra compensar, e afastar a tristeza   de lembrar desses detalhes...... Crying or Very sad  Rolling Eyes 


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

134 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sab Jun 14 2014, 14:23

alessandra.santos.3591267

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
Que  Triste Poxa ,  vc  me  fez  lembra  cada  noticia Naquele dia !!!  Sad  Sad  Sad  Crying or Very sad  Crying or Very sad  Crying or Very sad

135 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Seg Jun 16 2014, 19:50

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Capítulo 8
 
Setembro de 2009. Lenny estava em sua sala, lendo alguns contratos, quando o telefone tocou, de repente, assustando-a. Observou o visor, mas não reconheceu o número.


- Alô, boa tarde, Lenita? – Aquela voz forte fazia-a lembrar-se de alguém...mas quem? Respondeu, séria.


- Sim, é ela, quem fala, por favor?


- Alguém que está louco pra ser seu...novo cliente! Alberto Alencar, lembra-se de mim, garota? – O médico! Lenita sorriu, ao reconhecer agora, a voz do gentil senhor, do shopping! Já havia um tempo que se conheceram....e ele guardara mesmo o seu cartão!


- Oh, claro, Dr. Alencar... – Ele a interrompeu, fingindo seriedade.


- Lenita....não ficou certo de que deixaríamos os formalismos? Ande, qual meu nome? – Ela sorriu.


- Está bem... Alberto! Puxa, que bom ouvi-lo...A que devo a honra?


- Que eu me lembre, acho que falei que estava precisando de alguém que entendesse de ambientes, pra uma reforma....


- Pois não! Posso atendê-lo, meu novo cliente! – Eles riram. Alberto deu-lhe o endereço da clínica, pra que Lenita fosse até lá, onde poderiam conversar melhor, sobre a proposta dele, da reforma. Assim, duas horas depois, Lenita estava sentada na ante-sala do consultório, observando o ambiente, quando a recepcionista a chamou:


- D. Lenita? Pode entrar, por favor!


Ela sorriu-lhe, dando passagem. Lenita entrou na sala, Alberto levantou-se, vindo recebê-la com um enorme sorriso no rosto. Estava usando um jaleco de médico, mas nada que tirasse o seu charme pessoal. Lenita sorriu-lhe.


- Lenita, que bom vê-la! Ainda mais bonita e encantadora do que me lembrava! – Ele comentou, gentil. Lenita apertou-lhe as mãos, sorrindo.


- Obrigada, muita gentileza, Dr.Al...Alberto! – Ela corrigiu-se, fazendo-os rirem.


- Mas, enfim, fico contente de que tenha aceitado o meu convite de vir conhecer a nossa Clínica! Deixe-me apresentar as propostas que tenho de reforma...Por favor, me acompanhe!


Enquanto ele mostrava toda a clínica a Lenita, ela ia observando os detalhes, os tons de luzes e cores, as peças do mobiliário, enfim, todo o acabamento e conforto do ambiente. Eles conversaram sobre a questão e deduziram que não havia muita coisa a ser modificada, apenas alguns móveis, um novo tipo de decoração, pra deixar o ambiente mais claro, mais alegre e alguns detalhes do consultório pessoal dele.


 Era um trabalho simples, que Lenita aceitou de bom grado resolver pro seu novo amigo.


Daquele dia em diante, passaram a se verem com mais frequência, pela questão do projeto e Lenita mostrava-se interessada no que fazia, o que encantava ainda mais o médico que não cansava de observá-la e elogiá-la, o que às vezes a deixava um pouco confusa e até mesmo...perturbada, pela proximidade dele.


Não demorou muito, pra que Alberto, sabendo-a sozinha, declarasse seu interesse a Lenita, numa noite em que jantavam, após a visita dela à reforma do consultório.


- Lenita...eu....há tempos venho querendo falar a você algo, mas...me falta uma certa...coragem, sabe? – Ele riu, desconcertado. Ela mostrava-se tímida, também, no fundo, gostava da companhia dele, do riso fácil que ele a proporcionava, mas não sabia se estava preparada pra viver um novo...romance? Será que era isso que ele estava tentando falar? Tentou sorrir, pra não deixá-lo constrangido, o que ele interpretou como um sinal, pra continuar. – Então... – pigarreou.- O que quero te dizer, Lenita, é que....há tempos que acho você muito bonita, pra estar sozinha...e como eu também estou e...estou interessado em você, eu...Lenita, quer namorar comigo? – Ele perguntou, encarando-a, um brilho de dúvida no olhar. Lenita sorriu, tímida e procurou o que dizer.


- Eu... Havia notado um certo...interesse da sua parte, Alberto, mas...não entenda isso como uma recusa, mas....eu estou com a minha vida tão...estruturada, entende? Não sei, se....


- Você ainda continua amando o seu ex-marido, Lenita? – A pergunta tocou-a fundo. Notou que ela mesma não saberia responder com exatidão aquela pergunta. Ele notou-lhe o desconforto, mas insistiu. – É isso que a impede de ter outra pessoa em sua vida?


- Não! – Ela respondeu, com mais veemência do que gostaria. – Claro que não...Já sou divorciada há muitos anos, sou livre pra seguir a minha vida...E, claro que...já o esqueci! Mas...realmente, eu nunca mais tinha pensado nisso, não tinha tido outras...oportunidades, de...pensar nisso, sabe?


- Não tinha aparecido mais ninguém, na sua vida? – A pergunta foi direta. Ela suspirou, encarando-o.


- Não, Alberto....você foi... é o primeiro que saio, assim, depois que..Robert nasceu e...me separei do pai dele!


- Lenita! – Ele pegou-lhe as mãos. – Me dê essa chance! Se dê essa chance, de conhecer uma nova forma de amor...Vamos tentar ser felizes, juntos!


Ela o encarou... O que tinha a perder? Pensou no filho...Diversas vezes ele falara sobre isso, que o pai tinha reconstruído a vida dele, por que ela não se dava a chance de um recomeço, na sua vida? Alberto aproximou-se, enquanto ela o encarava e, sem dar-lhe tempo de reação, beijou-lhe os lábios, invadindo sua boca, num beijo ardente, maduro!


A princípio, Lenita assustou-se, não estava pensando realmente num novo romance em sua vida, mas...o que perderia, em tentar ser feliz, novamente?


Aceitou o beijo e correspondeu, sentindo-o confiante em seguir além, estreitando-lhe o corpo, junto ao dele. 


Saíram mais umas duas vezes, começando um namoro, quando ele propôs-lhe, direto:


- Lenita, quero passar essa noite com você!


Aquela proposta pegou Lenita de jeito! O que responder? Ela estava mesmo pronta pra viver uma nova experiência sexual? Sabia que esse momento com Alberto não tardaria, mas...Sentia-se constrangida, encabulada...seu corpo não era mais o de uma garotinha de 20 anos...Já era uma mulher, de quase 40 anos! Ele percebeu-lhe as dúvidas e tentou, carinhosamente, acalmá-la.


- Por quê está assim, tão encabulada? Parece até uma menininha virgem! Ora, vamos, Lenita! Já somos duas pessoas adultas o suficiente pra dormirmos fora!


- Eu...sei, Alberto, mas....desculpa, sei que estou parecendo uma boba, mas entenda...depois de....meu ex-marido...eu... – Não conseguiu falar.


- Sei...Nunca mais teve alguém na sua vida! E vou adorar poder ser o primeiro, depois de tanto tempo...Lenita...Vou te fazer a mulher mais especial e realizada essa noite, prometo! – E beijou-a, apertando-lhe algumas partes do corpo, fazendo-a suspirar. 


Sem dizer mais nada, ele a levou ao carro e juntos, seguiram para um Motel próximo, bastante requintado.


Ao chegarem, Lenita estava tímida, ansiosa.


 Observava os detalhes do local, com olhares críticos, de decoradora, o que fez com que Alberto risse, descontraído, piscando-lhe.


- Ei! Aqui eu não trouxe a designer e sim, a mulher que eu desejo!


Acabaram rindo, o que fez com que ela se descontraísse um pouco. Pediu-lhe um tempo pra tomar um banho, o que ele gracejou:


- Tem certeza que quer tomar esse banho...sozinha?
 – Ele segurava uma taça de vinho, nas mãos.


- Por favor, Alberto, não me deixe mais tímida! – Ela sorriu, fingindo que ia atirar algo nele.


- OK! Ok, garota, tome o seu banho...temos toda a noite pra ficarmos juntos!


Ela entrou no banheiro, encabulada. “Meu Deus! Há quanto tempo eu não fico nua, na frente de um homem? Será que ainda sei o que fazer, como agir?” 


Ela pensava, sorrindo ante seu próprio pensamento. Tomou um banho bem relaxante, enxugou-se e saiu, com a toalha totalmente enrolada em seu corpo, os cabelos molhados, deixando-a com um ar jovial. 


Alberto encarou-a, sério, quando a viu sair do banheiro. Levantou-se e aproximou-se dela, com uma taça de vinho nas mãos, entregando-a. Propôs um brinde:


- A um novo tempo, Lenita! Um novo tempo de amar! – Piscou-lhe, sorrindo. Ela também sorriu e tocaram as taças, bebendo o líquido.


Aos poucos, ele envolveu-a, num abraço quente e terno e começou a beijar-lhe os cabelos, a cabeça, a testa, os olhos, a face, o queixo e encarando-a, beijou-lhe os lábios, prendendo o lábio inferior, entre os seus lábios, passando a língua, lentamente, em toda extensão da sua boca. De repente, invadiu-a, saboreando o seu beijo. 




Lenita sentia-se lânguida, um calor diferente começando a tomar conta do seu corpo. Sem que percebesse como, ele tirou-lhe a toalha, passando a mão por todo o seu corpo, apertando, acariciando-lhe, enquanto tomava seus seios com as duas mãos, apertando-lhes, levemente e procurando os mamilos, com a boca. 




Ele carregou-a e deitou-a na cama macia, sem parar de beijá-la. Lenita sentia-se num carrossel de emoções, sentia cada toque de Alberto em seu corpo e descobriu-se desejando mais e mais...E foi em êxtase que sentiu-o penetrá-la, após vários momentos de relaxamento, com as preliminares que eles viveram, sentindo um ao outro, tocando-se, acariciando-se, desejando... 




E por fim, quando explodiram num gozo duplo, estavam saciados, exaustos, mas felizes...Lenita não esperava que fosse se sentir assim, tão...leve!




 Porém, sem que desse conta, as lembranças das noites vividas com Robert, em seus braços, afloraram e ela levantou-se, um pouco agitada. Ele beijou-lhe os cabelos, falando.


- O que foi, querida? Alguma coisa que fiz te chateou?


Ela encarou-o, sorrindo. Tocou-lhe o rosto, carinhosa.


- Não....Jamais...Foi tudo tão....lindo, simples, calmo, fascinante....


- Que bom, Lenita, que consegui te fazer sentir-se bem!


- Como uma mulher, Alberto...Como eu nunca mais havia me sentido! – Ela beijou-o, deixando com que o lençol escorregasse pelo seu corpo e procurando concentrar-se no que tinha à frente, expulsou os fantasmas que começavam a invadir a sua mente...


Essa noite, não! Essa noite, ela permitiria-se ser feliz!


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

136 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Ter Jun 17 2014, 11:47

alessandra.santos.3591267

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
calorr*   Nossa  Que Homem Romântico  seii* Fiquei  Imaginando  cada  detalhe, coitada  de MiM  calorr* Isso  se  deixa  ser  feliz  Lenita ,  pelo menos  uma  vez  thumbup 


               Continuuuaaa>>>>>>

137 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Ter Jun 17 2014, 22:21

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
Uepa!!!
Tava super atrasada com a história! Mas consegui chegar até aqui!
Caraca a Lenny tava sem namorar há quase 20 anos? Maluuuuco! ahsuahsuhauhsasuhas pensei uma bobagem aqui ahsuahsuhauhsuhas
Mas acho que a danadinha tava pensando no ex Wink

138 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Qua Jun 18 2014, 09:18

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
♥ Lelê ♥ escreveu:Uepa!!!
Tava super atrasada com a história! Mas consegui chegar até aqui!
Caraca a Lenny tava sem namorar há quase 20 anos? Maluuuuco! ahsuahsuhauhsasuhas pensei uma bobagem aqui ahsuahsuhauhsuhas
Mas acho que a danadinha tava pensando no ex Wink

Dá um desconto, Lelê......A criatura é super hiper mega blaster apaixonada pelo ex-maridão....Infelizmente, foi uma escolha dela...Como agora está sendo uma decisão difícil, ou seja, seguir a própria vida... "encontrar alguém"....mas ainda bem que ela está conseguindo...ou pelo menos, tentando!


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

139 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Dom Jun 22 2014, 19:14

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Durante os meses seguintes, Lenny e Alberto assumiram mesmo o romance que estavam vivendo. Robert Jr. adorou a notícia e se deu muito bem com o namorado de sua mãe. 


Lenny sentia um novo brilho, um novo colorido entrar em sua vida. Sentia mais disposição pra trabalhar, pra sair, pra viver, novamente! Lenita também conhecera os filhos dele, Bruna, uma garota bonita, de 20 anos, que cursava jornalismo e Augusto, um jovem de 22 anos, que já era formado em advocacia e já advogava em um lindo escritório, que fizeram planos de Lenita redecorá-lo. Tudo ia muito bem na vida de Lenita e ela acreditava que já havia dado um novo rumo à sua estória.. Próximo ao final do ano, porém, uma notícia tirou-lhe um pouco desse brilho e entusiamo, deixando-a confusa. Robert Jr, havia terminado as aulas, na Faculdade, quando surgiu a oportunidade de um curso de 2 anos no exterior!


- Mas, meu filho....são 2 anos! Como vc acha que eu vou ficar?! – Ela perguntava, chorosa, observando o filho, que sorria.


- Sempre dramática, não é, mãe?? Não vou morar na Califórnia, não se preocupe...Mãe...é uma chance única, enorme!! Preciso aproveitar, que tenho meu pai por perto, uma pessoa pública, influenciável, pra que possa me ajudar, nesse período...é um dos sonhos da minha vida, mãe...por favor, me apoie, me compreenda...não seja um empecilho pra realizá-lo!


Aquele pedido fez Lenny refletir...Jamais ela seria um empecilho pra felicidade do seu filho...O quanto ela já renunciara em sua própria vida, por ele....não que ela se arrependesse disso, afinal, era uma escolha própria, mas ela jamais seria contra nada que fosse pra ele, uma escolha, um sonho....respondeu, mais calma, sorrindo.


- Eu sei, filho...não estou dramatizando...estou apenas percebendo que vc já cresceu, já é um adulto, deixou de ser o meu menininho, que ficava debaixo de minhas asas, o tempo todo...estou percebendo, que vc precisa voar, encontrar o seu caminho, o seu destino...jamais serei eu que iria te atrapalhar...eu vou ficar morrendo de saudades, sentindo uma falta imensa, mas...vai filho, se é o que te importa agora, se é o que vc deseja...vai, sim!


Eles se abraçaram, emocionados. Mãe e filho, que se amavam bastante, se compreendiam e se ajudavam, em todos os sentidos! Robert Jr. sentia-se exultante! Enfim, iria realizar um grande sonho, estudar nos EUA! Beijando a mãe, levantou-se e correu para o seu note, precisava começar a preparar os papéis de matrícula, passagens, dados burocráticos...O bom era que não precisava de hospedagem, iria ficar com seu pai, Barbara e seus irmãos!


Naquela noite, Lenny achou um grande consolo nos braços de Alberto, que ficou mimando-a como a uma garotinha.


- Imagine, Alberto...2 anos longe do meu filho....será que fiz bem em permitir?


Ele encarou-a, sorrindo.


- Claro, meu bem! Seu filho já é um homem, Lenny! Tem 19 anos...daqui a pouco, encontra uma linda garota, casa-se e vai viver a vida dele...E você vai morrer por isso, é? Tem que viver a sua vida, meu amor...- Encarou-a, sério. – Tem que viver a nossa vida, meu amor! – E beijou-a, ardente, acendendo nos dois, a chama do desejo.


Em Los Angeles, Robert estava em seu estúdio, quando o celular tocou. Sorriu ao reconhecer o número do filho. Já fazia algumas semanas que não se falavam.


- Pois é, pensei que tinha esquecido seu velho pai! – Ele gracejou.


- Oh, pai, claro que não! – Sorriram. – Olha, conversei com minha mãe, sobre o projeto da faculdade e...ela concordou! Estou indo pros EUA, no começo do mês! – Robert ficou emocionado.


- Oh, meu filho, que boa notícia! Que maravilha vai ser ter você aqui, pertinho de mim...vou sentir como...uma retomada dos anos que ficamos longe...


- Ah, pai, para com isso! Já conversamos e vc sabe que eu entendi...Eu quero saber é da minha faculdade...Já vi umas maneiras aí, que iremos visitar, viu, quero escolher uma bem legal, pra fazer o meu curso....


- E já sabe realmente o que vc quer fazer? – Ele mostrava interesse.


- Já sim...acho que vou fazer ciências espaciais! Quem sabe não encontro uma vaga pra trabalhar na NASA? – Eles riram.


- Sabia que conheço a NASA? Gravamos um clip do Mind por lá...foi maravilhoso... – E Robert contou alguns detalhes do local ao filho, que ficou admirado e contente em saber que poderia até ter a chance de conhecer o Centro Espacial da NASA.


Após desligarem, Robert foi dar a notícia a Barbara, que a princípio, não ficou muito satisfeita com a notícia...Ter o filho dele por 2 anos em sua casa? Poderia ser uma porta aberta para o passado, afinal, a mãe iria querer ter contato com o filho, lógico, e iria ligar sempre, falar com Robert....até que ponto isso seria bom pra ela? Barbara pensava...Tinha que ver um jeito de colocar esse menino em outro lugar....


- Oh, amor, mas será que ele vai querer ficar por aqui? É um pouco distante do centro da cidade...Será que não seria mais interessante pra ele, ficar no Campus da Universidade, junto com os outros hóspedes?


- Não, Barbara...enquanto estiver aqui, eu quero meu filho ao meu lado...preciso conviver mais com ele e essa é a chance que tenho...Nada de campus de Universidade, ele vai ficar aqui, na nossa casa!


E levantou-se, voltando ao estúdio. Barbara deu um pequeno soco na almofada que tinha ao seu lado. “Droga!” pensou, angustiada...Mas ela iria manter-se vigilante o tempo todo e a fulana iria ter o mínimo de contato com Robby, isso ela se encarregaria de cuidar!


Na semana seguinte, chegava mais um sucesso de Robert Crow nas lojas e, como sempre, a música já fazia sucesso antes mesmo de ser comercializada, o que já a colocava numa posição de destaque nas rádios, já sendo indicada pros prêmios de música. A canção chamava-se “Parque Del Oeste”, uma balada romântica, que encantava, pelo arranjo da voz-guia dele e um piano acústico.


‘Paseando solo, por el Parque Del Oeste,




Otro dia, se va,




A esta ora vienem, las parejas que se quieren,




Vienem a soñar.




Yo no sé que pasó, al besarte,




Que senti el deseo de ser major,




Aquel beso acabo com mi infância




Y ell edén alejo su fragancia




Paseando solo, por el Parque Del Oeste,




Otro dia, se va,




Aún se oye suave




Em latido de La tarde




Sobre La ciudad




Yo com quince y aún en La escuela




Yo no sé cuanto tiempo




Me queda




El amor ha llegado tan pronto




Que tendré que esperar como un tonto




Paseando solo, por el Parque Del Oeste




Siempre pienso em ti!”



Música: Parque Del Oeste (Menudo)

E, mais uma vez, reparando a letra, Robert sentia que no fundo do seu Ser, as letras ainda traduziam um sentimento por alguém que ficara na sua mente e no seu coração e que não havia jeito e nem ninguém, que a tirasse...Lenny.....Uma lágrima brilhou em seu olhar, ao escutar a canção...Como queria que tudo pudesse ter sido diferente...se pudesse voltar no tempo...Mas a vida seguia seu rumo e ele tinha muita coisa ainda pra fazer!



Última edição por lilianrocha em Qua Jul 23 2014, 09:09, editado 2 vez(es)


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

140 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Qua Jun 25 2014, 23:45

alessandra.santos.3591267

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
Mãe  Coruja  a  Lenny... 
Mais O Robert Nunca  vai  esquecer  a  Lenny  Foram  feitos  um  para  o  Outro !!!
Owt  Toda  Musica  que  ele  esculta  Só  Lembra  dela
 "  É o  Amor  que  mexe  com  A  Minha  Cabeça  e Me  deixa,  Que  faz  eu  pensar  em  vc  e  esqucer de Mim " ((Tava Passando  Agora  Na  TV   )) kkkkkk

141 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Qui Jun 26 2014, 15:24

Rafa_Jackson

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
Comecei a ler hoje, infelizmente vai demorar bastante pra eu conseguir acompanhar a história já que estou no início mas vou ler sempre que puder  smile1 

142 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Qui Jun 26 2014, 20:11

Badzinha Jackson

avatar
Membro Unbreakable
Membro Unbreakable
Quando a Lenny e Robby vão perceber que se amam ? 
Toda música ele lembra dela.

143 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sex Jun 27 2014, 09:04

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Alessandra - Aguarde emoções dos próximos capítulos!!!


Rafa - Leia no tempo que vc quiser, mas comente!!!


Badzinha - Tá perto, tá perto!!! rss


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

144 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sex Jun 27 2014, 09:08

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Novembro de 2009. Lenny estava no aeroporto, com Alberto e Robert. Mais uma vez, levava o filho, pra vê-lo embarcar aos EUA... A diferença é que, dessa vez, ele ficaria por 2 anos, o que a deixava apreensiva e já saudosa...Nunca havia passado nem 3 meses longe do filho, agora ficar 2 anos sem vê-lo? Será que aguentaria? Olhou pra Alberto, que a abraçava, silencioso, respeitando o seu momento. Ela queria ser forte, pra mostrar ao filho que estava bem, que ficaria bem, mas, a cada momento que o horário do vôo se aproximava, mas ela ficava tensa, sentida. As lágrimas começaram a cair, mesmo ela tentando a todo custo, conter. Robert Jr. encarou-a.


- Ah, mãe! Já vai chorar?! Faz assim, não! – E a abraçou. Aí foi que as lágrimas caíram, mesmo, abundantes. O filho deixou que ela chorasse um pouco, abraçados. Por fim, falou:


- Ei, eu vou voltar...Só vou estudar um pouco, mas vou morar sempre aqui, mãe, ao seu lado! – Ela enxugou as lágrimas, suspirando.


- Eu sei, filho...mas...é difícil pra mim! Sei que vai ser maravilhoso pra você...e ainda tem o seu pai, lá, com você! Mas....é por quê são 2 anos, não é, Robert, é um tempo longo.... – Ele beijou-lhe as faces molhadas, sorrindo.


- E que passa rápido, mãe! Você verá! E, olha, prometo que, se der, eu venho aqui, antes do curso acabar, passar umas férias, uns dias, sei lá, somente pra te dar um beijão, viu?


O sistema de som do aeroporto anunciou o vôo dele. Eles levantaram, seguindo para o embarque. Robert Jr. abraçou Alberto, falando.


- Cuida dela pra mim, está bem, Dr. Alberto? – O médico sorriu-lhe, batendo-lhe nas costas, com tapinhas.


- Claro, meu rapaz! Você sabe que adoro sua mãe...O que puder fazer por ela, tenha certeza de que estou aqui! – Os dois tornaram a se abraçar, sorrindo.
 
Robert Jr. olhou pra mãe, sorrindo, mas com os olhos brilhando, de lágrimas. Não queria chorar, pra não dar mais motivo à mãe, pra chorar! Abraçaram-se apertado, deixando que as lágrimas caíssem. Se amavam muito! Lenny limpou as lágrimas dos olhos do filho, deixando que as suas caíssem.


- Vá, meu filho, vá com Deus, vá ser feliz, realizar seus sonhos!



- Fique com Deus, mãe, se cuide, cuide da sua vida, seja feliz com esse cara aí, - apontou pra Alberto, que sorria. – Ele te ama muito, aproveite e refaça sua vida! Eu volto, não se preocupe.....Te amo muito, minha mãe! – E encheu-a de beijos no rosto, fazendo Lenny sorrir.


 Acenando, ele pegou a mala de mão e entrou no portão de passageiros, acenando novamente e sumindo na multidão. Alberto abraçou Lenny, que chorava em seu ombro. Aos poucos, foram distanciando-se do portão de embarque, seguindo em direção ao estacionamento do aeroporto. Nesse momento, o avião com Robert Jr. levantava vôo, levando-o para o seu novo destino: Los Angeles!


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

145 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sex Jun 27 2014, 09:14

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Capítulo 9
 
 
2010.(O começo.) Lenita estava terminando mais um dia de trabalho...Sua mesa ainda estava repleta de papéis e ela tinha feito uma grande limpeza a semana passada! Mas vida de designer de ambientes era assim mesmo, cheia de orçamentos, folders, e-mails, papéis e mais papéis! “Um dia ainda consigo acabar com toda essa papelada, eu juro!” ela pensava, enquanto tratava de organizar na bolsa, o que levaria...De repente, algo no seu monitor chamou-lhe a atenção, era um e-mail que acabava de chegar. Sorriu ao ver de quem era a mensagem... Sua prima Helena, que estava no exterior e há uns cinco anos mais ou menos, não se viam. Abriu a mensagem e leu:


“Oi Lenny! Que saudades prima...Aqui está um frio daqueles! Parece que Boston não muda nunca!! Lembrei muito de você ontem por aqui, pois fui com amigos numa feira de antiguidades e você não imagina o que encontrei...Segue no anexo...Tomara que você ria tanto quanto eu ri demais, lembrando...Beijos enormes pra você e meu gato!!! Helena”


O anexo estava lá, piscando. De repente, Lenny sentiu até um arrepio em abrir, mas...O que poderia ser tão perigoso assim num anexo? Apertando o play, entrou um chiadinho no ar e logo uma voz muito conhecida e terrivelmente marcante entrou no ar, deixando-a sem ação por instantes...Aquela melodia, aquela voz....deveriam ser esquecidas para sempre...Mas Lenny não conseguira esquecer....Ainda não....


***********
O ruído do PC tirou-a das lembranças....procurou ver de onde saia aquele zumbido ininterrupto e percebeu que vinha das caixinhas de som...o anexo da mensagem já tinha acabado de ser executado há muito tempo...Lenny deixou-se levar pelas lembranças e nem havia percebido o tempo passar...já deveria ter mais ou menos umas três horas em que ela ficara parada, perdida no tempo, nas lembranças, nos sentimentos misturados....Mas a realidade estava chamando-a a voltar pra casa...Tinha combinado de jantar com Alberto....


Alberto! Pensou no médico....Quanto carinho, quanta admiração, quanto afeto, sentia por ele...mas...não era amor....ela não conseguia, simplesmente, não conseguia amar mais nenhum homem, depois de Robby...parecia até que ele havia rogado-lhe alguma espécie de praga amorosa! Lenny riu, com seu próprio pensamento...mas não era possível! Ela tentara, de todas as formas, amar a Alberto, mas até o momento...se muito estivesse, era algo como “apaixonada”, mas era um sentimento morno, calmo, sereno...Nada arrebatador, como sentira anos atrás...Capaz de fazê-la mudar até de País, largando tudo! Entrou em seu carro e seguiu, para casa, a fim de terminar de preparar o jantar, que já deixara temperado...


- Está tão quieta, Lenny...aconteceu alguma coisa? – Alberto perguntou-lhe, achando-a muito distraída, já fizera-lhe uma pergunta três vezes e ela parecia completamente alheia, como se não estivesse ali...Haviam acabado de jantar, uma lazanha maravilhosa, regada a um vinho especial, como acompanhamento. Ela sorriu-lhe, piscando, como se acordasse de repente...Na verdade, Lenny ainda estava perdida em seus pensamentos...A surpresa de Helena, daquela tarde, havia mexido muito com seus sentimentos...


- Oi? Oh...nada, não, Alberto, estou bem....apenas, um pouco distraída...


- Um pouco?! Já te fiz uma pergunta três vezes e você apenas me olha, como se não me visse....e não respondeu nem uma palavra!


- Que pergunta? – Ela questionou, chateada consigo própria...deixara o rapaz falando sozinho, praticamente o jantar todo...


- Está vendo? É, Lenny...acho que eu realmente jantei sozinho.... – Ele reclamou, num tom triste, saindo da mesa. Sentou-se no sofá, cruzando os braços no peito, numa atitude que Lenny já conhecia, quando ele estava chateado. Tentou contemporizar, indo até ele, ficando na altura dos seus joelhos, encarando-o.


- Desculpa...estava distraída, pensando num projeto que tenho que adiantar....Me deixei levar pelos pensamentos, mas não foi nada proposital, nada pensando em excluí-lo....


- Tem certeza de que era somente por um projeto? Não tem mais nada te incomodando? De um certo tempo pra cá, você tem mudado um pouco....está mais reservada, mais fechada....


- É muito trabalho, Alberto! Você, também, não tem dias que está com um volume maior de pacientes? Então! Eu entendo, não reclamo!


- Não misture as coisas, Lenny! Você sabe que o meu trabalho é intenso, é cheio, mas eu sempre procuro um tempo pra você e quando estou ao seu lado, minha atenção é toda sua!
Ele levantou-se, pegando um copo com um pouco de vinho. Lenny sentou-se no sofá, com as mãos na cabeça. Suspirando, levantou-se e abraçou-o, por trás.


- Desculpa, querido...estou com a cabeça cheia...morrendo de saudades do meu filho....entenda, é só isso...se fosse outro motivo, você seria o primeiro a saber...não temos segredos um com o outro, não é mesmo?


Ele virou-se, encarando-a. Sentiu sinceridade nos olhos dela e beijou-lhe os lábios, abraçando-a.


- Eu te amo, Lenny....Apesar de nunca tê-la ouvido repetir isso, mas eu espero...um dia, sei que você vai me amar....Mas não quero perdê-la, por isso, procuro sempre estar ao seu lado....sei que não temos segredos, sei que vc tem uma agenda, uma vida cheia...Mas, tenho medo...medo dos seus fantasmas...medo do que eles ainda possam representar pra você!



Lenny não teve como responder....Poderia não ser sincera em sua resposta! E Alberto merecia somente a verdade...Por isso, apenas beijou-lhe os lábios, deixando-se conduzir até o quarto, onde amaram-se o resto daquela noite.


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

146 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sex Jun 27 2014, 09:18

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Olá, meninas!!! Já chegamos no tempo presente (na fic - 2010!) de agora em diante, muitas coisas podem mudar, afinal, já estão os dois adultos, maduros, não tem por quê ficarem como adolescentes que eram, não é verdade??? Mudanças ocorrerão que farão com que os dois cheguem a uma decisão...resta saber, qual será.....Já estamos entrando na reta final da fic, ela vai até o 10. capítulo, mas ainda tem algumas emoções pra rolar....beijossssss


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

147 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sab Jun 28 2014, 00:28

alessandra.santos.3591267

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
Aiai     Tô  Amando Tudo , isso  Sim  que  é  Romance  de  Verdade ...
Tô  encantada com  Tudo ,  O  Alberto é  fofo  e  td  mais !!!
Mais  a  Lenny  Ama o Robert ,  Hehehe  Não  vejo  a  Hora  desses  dois  se  Abraçarem  se Beijarem  e  Matar  a  Saudades do  tempo Perdido  !!!
((Não  vejo  a Hora do  meu  Amor  Voltar  Tbm  Sad Eu  Espero  o  tempo Que  for  Preciso .  I love you )) 


         Lilian Por  Favor  Continuuuuaaa >>>>> 

148 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Sab Jun 28 2014, 12:38

Rafa_Jackson

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
Li mais um capitulo hoje, está melhorando ao decorrer da história.  Wink 

149 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Dom Jun 29 2014, 11:02

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Oi Rafa....vai melhorar, vc vai ver...é prq é um amor que começa na adolescência, mas pra quem tem mais de 30 anos, entende melhor o começo da estória, prq vivenciou esta época...quem tem menos de 30, pelo menos vai ter uma idéia do que foi o estrondoso sucesso que o Grupo Menudo fez no Brasil e no mundo, através da ótica do amor de Robby e Lenny...abraços!!


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

150 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Dom Jun 29 2014, 11:12

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
E assim o tempo foi passando...Alberto sempre apaixonado,fazendo o possível pra ver Lenny bem, feliz, e ela, deixando-se levar pela felicidade dele, esperando logo o retorno do filho. Já fazia 01 ano que Robert Jr. estava na Flórida...Nesse tempo, havia falado muito com ele, pelo menos três vezes por semana! Ás vezes conversavam pela internet, no bate-papo, onde procuravam matar as saudades...Numa dessas vezes, ele estava na casa de Robby e ela o vira, passar na sala, atrás de um menino loirinho, que corria. Ele pegara na mão da criança e ao virar-se, ela vira o rosto dele, ele também olhava pra tela do computador. Lenny percebeu-o sorrindo pra ela. Robert comentou.


- Mãe, meu pai está aqui e manda um alô pra você! – Eles riram.


- É...estou vendo-o....Olá, Robert!


- Oi, Lenita...Como vê, nosso menino está muito bem, viu?


- Estou vendo...obrigada por cuidar dele!


Nesse momento, a loira que Lenita lembrava bem, entrou na sala, encarando o monitor friamente, enquanto falava, alto o suficiente pra Lenita ouvir.


- Querido, venha, os meninos estão impossíveis e agente precisa sair, meu amor! – Encarou Lenita e desviou o olhar, pra sorrir pra Robert.


- Já estou indo, Barbara! – Virou-se para o monitor. – Até mais, Lenita! – E saiu, seguindo a esposa. Robert Jr. encarou a mãe, que olhava o monitor, sem o brilho de antes, no olhar.


- Mãe?! Tudo bem? – Ele perguntou-lhe.


- Ah, sim, filho, claro! Mas me diz, e como está indo esse semestre? Está quase na metade, não é? Ainda bem que falta pouco, agora....


E assim eles seguiam, batendo papos pela internet, pelo telefone, matando as saudades...Nesse período todo ela só falara com Robby na vez da internet e num telefonema, em que o próprio atendera.


- Oi, Lenita! – Ela sentia o corpo vibrar, quando reconhecia aquela voz...Deus....será que nunca na vida, o esqueceria?


- Olá, Robert! – Ele também sentia uma mistura confusa de sentimentos, quando ouvia o timbre da voz de Lenny...Nunca na vida, esquecera aquela voz...Ela perguntou. – Cadê Robert Jr. está aí com você?


- Está, sim....Ele está na piscina com Ken e Sol...Os irmãos não desgrudam dele...Adoraram o “irmão velho”, como eles chamam! – E sorriram. Aquele sorriso que mexia muito com ela...Aquele sorriso que ele nunca tirara dos pensamentos…- Eu..vou chamá-lo, vc aguarda?


- Sim, claro...obrigada! – Esperou um momento, dali a pouco ouviu a voz alegre do filho.


- Mãe? Oh, mãe, que saudades!!!


- Oh, meu filho....esse tempo não passa logo, não? Estou louca de saudades, meu menino! – Eles riram e conversaram bastante. Quando desligaram, Lenny sentia um misto no peito de saudades, de calor, de agonia, de amor.....
 
2011. Um novo ano começava. Lenny sentia que aquele ano, seria um ano de mudanças em sua vida...ela não sabia exatamente o quê, mas sentia que surgiriam grandes mudanças...
 
Maio de 2011. Lenny estava em seu apartamento, atarefada com as arrumações, dali a dois dias, Robert Jr. voltaria dos EUA! Enfim, acabaram as aulas do Curso de Ciências Espaciais, o qual ele terminou com méritos, deixando a ela e a Robert, orgulhosos do desempenho do filho...Houve uma festa, que o pai promoveu, de Formatura, e até Lenny participou, enviando um vídeo pro filho, onde expressava toda a sua alegria, orgulho e amor por ele. Robert Jr. adorou a surpresa! Lenny estava linda, no vídeo, toda produzida e maquiada, o que deixou Robert encarando o vídeo com o peito angustiado, um misto de amor e saudades e Barbara tensa, ao perceber a reação do marido, ante aquela visão... E agora, ele estava regressando, o que deixava a mãe mais feliz ainda! Estava nessa loucura de arrumação, quando o telefone tocou. Era Alberto.
 
- Minha querida, vamos almoçar naquele restaurante que adoramos, perto da praia? – Ela suspirou.


- Oh, Alberto! Estou no meio da faxina, aqui em casa! Robert Jr. está chegando depois de amanhã e ainda tem tanta coisa....Eu pensei em comer um sanduiche por aqui, mesmo, pra adiantar! – Sentiu que a voz dele mudou.


- Tudo bem...Termine sua faxina...Mais tarde, eu ligo pra você! – E desligou.


Lenny sentia que ele estava cada vez mais chateado com ela, em relação as suas recusas pra saírem, pra viajarem, pra almoços e jantares, mas sempre coincidia que ela tinha algo importante, urgente, pra resolver! Agora mesmo, como poderia sair e deixar a faxina pela metade? E quando é algum projeto, como ela pode sair, viajar e deixar um cliente esperando? A verdade é que, quando se deseja mesmo estar com alguém, conseguimos um tempo, um espaço, mas não era bem essa, a verdade de Lenita...


Ansiedade! Esse era o reflexo de Lenita, na segunda-feira, na entrada do aeroporto, quando estacionava o seu carro. Quase não dormira a noite passada, pensando na chegada do seu filho...Dois anos! Dois anos que não o abraçava apertado, como sempre fazia, que não lavava suas roupas, que não fazia o seu almoço predileto...Deus, como resistira esse tempo todo? Só pela felicidade do garoto mesmo, ela conseguia superar a saudade...E, inevitavelmente, a lembrança do passado volta-lhe à mente...Como Robert conseguira ficar 15 anos sem conhecer o filho?Talvez, por isso mesmo, por que ele não conhecia o filho...Quem o conhece, não consegue ficar longe! Agora, mesmo, com certeza, ele já deve estar sentindo a falta de Robert Jr.!


Lenita procurou concentrar-se na direção e estacionando o carro, saltou correndo, dirigindo-se ao portão de desembarque...Pegara bastante trânsito e rezava pra que o avião ainda não tivesse chegado!


Olhou para os monitores do grande salão e viu, com um certo alívio, que o vôo ainda não havia chegado, apresentava um atraso de 20ms. Olhou novamente pro visor do celular, Alberto ficara de ir ao aeroporto com ela, mas como ela não quisera sair a noite passada, organizado os ingredientes para o almoço que faria pra Robert Jr. ele mostrara-se chateado e fora embora sem nem ao menos dar-lhe um beijo de despedida...


“É....nem uma ligação....está ficando difícil assim, meu caro doutor!” Ela pensava, cruzando os braços, observando a movimentação ao seu redor. De repente, sentiu alguém tocar-lhe o ombro. Virou-se rapidamente, com o susto e viu Alberto ao seu lado. Trazia um ar cansado, óculos escuros disfarçavam olheiras e os cabelos estavam meio desalinhados pela correria do trânsito.


- Oi....Por quê não me ligou? – Ele perguntou-lhe, a voz séria.


- Estava ocupada demais, Alberto...Fiz o almoço, um bolo de sobremesa, organizei tudo e ainda saí com um pouco de atraso...Peguei esse trânsito infernal! Até olhei o visor do celular, agora, pensando em você ter me ligado e eu não ter escutado...Desculpa, mas o dia hoje foi cheio...que bom que vc está aqui! – Ela tentou ser cordial, pra quebrar o clima que já estava meio tenso. Ele pigarreou e olhou para o lado contrário, sem responder nada.


Ficaram assim, durante uns 20 minutos, até que ele falou.


- Lenita....eu gostaria muito de que as coisas fossem diferentes entre nós...tenho tanto amor pra te dar...mas parece que você não faz a mínima questão em receber...


Ela suspirou, cansada. Encarou-o, tentando sorrir.


- Eu sei, Alberto...não é bem assim! Mas...puxa, acho que esse não é o momento e nem o local pra conversarmos sobre isso, não concorda?


- Você reparou que nós estamos aqui já tem 20ms e vc não me deu nem um beijo? Quase nem falou comigo.... – Ele deu de ombros, a tristeza era notória em seu semblante... Lenny o abraçou e beijou-lhe, deitando a cabeça em seu ombro.


- Desculpa, querido...Sei que não tenho sido uma boa companheira pra vc...Mas a minha vida está uma correria só...Prometo que vou tentar melhorar, está bem assim? Gosto muito de você, meu médico favorito! – Ela tentou gracejar...mas ao ouvi-la falar assim, ele sentiu um frêmito em seu peito...


- É justamente isso...Você pode gostar de mim, Lenny....mas não me ama!



Quando ela ia responder-lhe, olhou pro monitor e viu que o vôo de Robert Jr. acabava de aterrizar na pista. Pegando-o pela mão, saíram correndo pra área de desembarque...e a resposta de Alberto, ficou no ar....


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

151 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Dom Jun 29 2014, 15:57

Rafa_Jackson

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
lilianrocha escreveu:Oi Rafa....vai melhorar, vc vai ver...é prq é um amor que começa na adolescência, mas pra quem tem mais de 30 anos, entende melhor o começo da estória, prq vivenciou esta época...quem tem menos de 30, pelo menos vai ter uma idéia do que foi o estrondoso sucesso que o Grupo Menudo fez no Brasil e no mundo, através da ótica do amor de Robby e Lenny...abraços!!

Entendo. Corri, corri, li o dia inteiro e consegui te alcançar kk agora posso ler a cada atualização. Abraços!

152 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Seg Jun 30 2014, 00:16

alessandra.santos.3591267

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
Continuuuuaaa>>>>
 Vaiii  
Vaiii 
Tô  
Amando  De  Mais !!!!

153 Re: [FINALIZADA] Ainda há tempo?? em Seg Jun 30 2014, 10:31

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Ficaram observando os passageiros que desfilavam pela saída...De repente, Lenny viu Robert Jr. chegando na porta, de jeans, camiseta, jaqueta preta, óculos escuros e...abraçado com uma garota loira! Quem seria a menina? Olhou pra Alberto, que sorria, na direção do garoto. Também sentira falta dele...Robert Jr. acenou-lhes, contente. Após a apresentação dos documentos, saiu andando rápido, em direção à mãe. Lenny correu e abraçou o filho, feliz, saudosa, aliviada. Foi um abraço apertado, como há muito tempo não se davam! Estavam felizes, de estarem novamente juntos, ele beijava-lhe o rosto, os cabelos, como sempre fazia...Era o seu menino, de volta!


- Mãe!!! Que saudades...parecia que o tempo não passava!


- Meu filho! Meu querido filho....que bom que vc voltou pra mim! – Eles riram. Só aí se deram conta da garota e de Alberto, que olhavam a cena. Robert Jr. abraçou Alberto, que deu-lhe tapinhas nas costa.


- E aí, garoto, seja bem-vindo de volta! – Sorriram.


- Olá, Dr. Alberto! Obrigado por ter cuidado da coroa, viu?


Lenny fingiu-se de zangada.


- Ei! Coroa é seu pai, viu, sou eu não! – Todos riram. Robert Jr. abraçou a garota, falando a Lenny.


- Mãe, Dr. Alberto, essa é Crisly, minha namorada! Ela é americana, mas a mãe dela é portuguesa, por isso, ela sabe falar o português!


Lenny abraçou a garota, era muito bonita, loira, alta, olhos castanhos esverdeados, usava uma saia comprida, blusa com gola alta e um lindo gorro, nos cabelos, sinal de que estava frio na saída dos EUA. Mas ali já fazia calor.


- Muito prazer e seja bem-vinda, Crisly! Não estão sentindo calor?


- Olá, Sra. Lenita! Aqui faz muito calor, sim! – Ela tinha uma voz bonita, mesmo carregada de sotaque americano.


- Crisly é cantora, mãe! Eu a conheci em alguns shows de meu pai, onde ela atuou como backvocal dele!


- Oh, verdade? Bem que achei que ela tem a voz linda!


A garota sorriu, ante o elogio.


- Obrigada! Para mim, foi um prazer trabalhar ao lado de Robert Crow...Sempre fui fã das músicas dele..e hoje, estar namorando o filho dele...foi sorte em dobro! – Todos riram, menos Alberto, que se incomodava sempre com o assunto “Robert Crow”.


Seguiram todos pro apartamento de Lenny, ela foi com Alberto no carro dele e deu as chaves do dela a Robert Jr, que já tinha a carteira de motorista dos EUA e ficou muito contente ao saber que a mãe já tinha comprado o carro dela!


O almoço foi muito bom, Robert Jr. adorou ter matado as saudades dos seus pratos favoritos, como estrogonoff de frango com macarronada e ainda lasanha de queijo! Se esbaldou! E de sobremesa, bolo de morango!


- Hummmm hoje saí totalmente da dieta, hein, amor? – Ele comentou, beijando a namorada.


- Mas estava tudo delicioso, Sra. Lenita, não tem como manter dieta, assim! – Crisly comentou, fazendo Lenny rir.


- Me chame de Lenny, como todo mundo, Crisly e fique à vontade, viu?


Após o almoço, Robert Jr. disse a Lenny que ia dar uma volta com Crisly, pra que ela conhecesse a cidade, mas não demorariam. Saíram abraçados e Lenny ficou no apartamento com Alberto. Estava tão feliz com a volta do filho, que Alberto tratou de aproveitar-lhe o bom humor e namoraram a tarde toda, fazendo amor, conversando, bebendo vinho ou apenas trocando carinhos.


Naquela noite, após a saída de Alberto, Crisly pediu licença pra ir tomar um banho e afastou-se, deixando Lenny e Robert Jr. à sós, na sala. Aproveitaram pra colocar a conversa em dias.


- Filho...E seu pai...está bem? Ficou chateado com sua volta?


- Ele preferia que eu ficasse, sabe, mãe, até pelo curso que fiz, o campo lá é bem melhor, claro...eu poderia até trabalhar na NASA, mas não era isso que eu queria...e também jamais te deixaria aqui e como sei que a senhora ir pros EUA é fora de cogitação....voltei! – Eles riram.


- Exato...não tenho mais um pingo de vontade de voltar por lá...até por que não teria muitas boas recordações.... – Ele deu de ombros, puxando-a e abraçando-a.


- Senti muito a sua falta, sabe, mãe? Todos os dias! – Ela beijou-lhe o rosto.


- E eu, então? Esse apartamento ficou imenso, filho!


- Mãe...eu acho que meu pai não está feliz! – Ela encarou-o, franzindo a testa.


- E por quê você acha isso, ele te falou, ou você viu alguma coisa estranha?



- Não....até que na frente das pessoas, eles disfarçam bastante...mas você sabe que sou observador...eles não estão bem...acho que ali não dura muito, não.... – Crisly chamou Robert, da porta do quarto. Ele levantou-se, deixando Lenny pensativa...Robert e Barbara...separados??


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 6 de 9]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum