Seja bem-vindo (a) a sua Neverland virtual!

Aqui você encontrará tudo sobre o anjo e homem Michael Jackson e também poderá conhecer pessoas com os mesmos gostos que você. Irá conviver e aprender muito mais sobre este artista e ser humano maravilhoso que é Michael Jackson!

Faça parte da nossa família você também! Michael Jackson não é só um cantor e sim uma filosofia de vida!

------- Equipe Neverland -------

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[FINALIZADA] Louise! Uma estória além da imaginação!

Ir à página : Anterior  1 ... 15 ... 26, 27, 28, 29, 30  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 27 de 30]

lilianrocha


Fics
Fics
Lelê na área e Louise à tira-colo...e já voltou pegando no pe´!!!

♥ Lelê ♥


Membro Invincible
Membro Invincible
alessandra.santos.3591267 escreveu:Noite  emocionante de  Mais  , O  clip  do  MJ ,  e  a  Fanfic  da  LeLê !!!!


        *-*  Tava  com  saudades  Do  MJ da  Gabrielle e  do  Jake e  Sofia!!!!  Hihihihihi !!!
De  Boa  Acho  que  esse  Avião  era  pra  ter  Caído  em cima  da  Louise!!! Caral**  Que  Mulherzinha Chata !!!  Mad 
Mais  Gosto  dessa  destrambelhada!!!! 


 Domingo  chegue  Logo  Por  Favor !!!! 
                                                 
eeeeeeeeeeee chegou!
A estréia foi mera coincidência Wink
A Lou....se for diferente não é a Lou!

♥ Lelê ♥


Membro Invincible
Membro Invincible
lilianrocha escreveu:Lelê na área e Louise à tira-colo...e já voltou pegando no pe´!!!
 é nóis!
Louise apenas sendo Louise

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
CONTINUAÇÃO
>>>>>

Michael embarca no carro ao mesmo tempo aborrecido e apreensivo.
Aborrecido pela cena de ciúmes de Louise e apreensivo pela saúde do filho, e se Gabrielle permitiria aquela visita não programada.
Sentia-se um cafajeste por ter magoado uma pessoa tão boa quanto Gabrielle, mas repetia continuamente para si, que era Louise que o faria feliz.
Estacionou em frente ao Hotel Bel Air e discou em seu celular os números para falar com Gabrielle.
Ela atende depois de muitos toques e ele fica imaginando se ela estaria cuidando do filho ou evitando falar com ele.
-Michael?
-Gaby...eu preciso ver o Jake! Estou aqui na frente do hotel, me diz em que quarto você está.
-Ele está bem agora...por favor -suplicou, pensando na própria sanidade.
-Eu estou com saudade, Gaby!
Esta frase, dita obviamente na intenção de enfatizar a falta que Michael sentia do filho, fez o coração de Gabrielle quase sair pela boca. Por um segundo sua voz falhou e a boca ficou seca.Diante do silencio, Michael torna a falar
-Preciso ver o Jake...sinto muita falta dele -insistiu.
Gabrielle suspirou longamente, tentando colocar o coração de volta em seu prumo, depois disse em qual quarto estavam hospedados. Assim que desligou, se apressou em se arrumar e tentar maquiar as olheiras que agora ostentava em seu rosto abatido.
O menino brincava com suas peças de encaixar, sentado no tapete completamente alheio á agitação repentina da mãe.
Michael chega á porta do quarto , e bate.
Quando a porta se abre, seus olhares se cruzam.
-Oi Gaby...
-Oi Michael...entre...o Jake está brincando.
Assim que escuta a voz do pai, Jake larga imediatamente sua brincadeira e sai correndo para abraçá-lo
Enquanto observa Michael entrando no quarto e abraçando alegremente o filho, pode perceber bem evidente em seu pescoço, uma grande mancha avermelhada, que ela sabia bem o que era, mas não queria acreditar.
Teve então a certeza de que Michael já estivera nos braços da outra, em tão pouco tempo. Era realmente aquilo que ele queria, e apesar dos olhos molhados de saudade do filho, ele parecia estar feliz.
-Com licença...vou sair agora, deixar vocês mais a vontade.-falou num fio de voz e vai andando, se afastando dos dois.
Michael escuta Gabrielle falar alguma coisa, mas apenas percebe que ficou sozinho com o filho quando escuta uma porta se fechando.
Ela se fecha dentro do quarto, se esforçando pra conseguir respirar. Sentia como se todo o ar tivesse sido retirados de seus pulmões. Queria chorar, mas aquela sensação sufocante era insuportável.
Sentou-se no chão junto á porta, tentando voltar ao normal, e á medida que o mau estar passava, podia escutar Jake e Michael conversando animados.
Batidas á porta a despertam de suas convicções:
-Gaby ta tudo bem com você?
-Estou! –falou respirando fundo, deixando escapar um soluço- vá com o Jake...eu vou ficar bem...
 Era humilhante para Gabrielle que Michael a visse daquela forma...a maneira como estava sofrendo e para ele era terrível ver que causava tanto mal á ela, que lhe dera em primeiro lugar o presente mais precioso que poderia ter, seu pequeno filho Jake.
 Poucas semanas depois ,Michael a ajudou a comprar uma casa pra ela e o filho e se mudou pra lá ,mesmo que ele protestasse que era longe para que ele visitasse o menino .
 Em pouco tempo arrumou um emprego onde se sentia realizada ,mesmo que eventualmente precisasse ficar dias longe do filho ,em viagens que lhe cabiam  fazer .
Nesse meio tempo Louise não se desfez de sua casa ,mas passava longas temporadas na casa de Michael .

 ***


CONTINUA
>>>>>

alessandra.santos.3591267

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
O  que  posso  dizer  sobre  este  Capitulo !!! Poxa  tô  Sem Palavras 
............




     Continua>

Ana Paula Carreiro

avatar

Fã
Fiquei um bom tempo sem aparecer porque tinha esperança de que quando voltasse Michael e Gaby estivessem juntos, mas infelizmente ele continua com a vadia da Louise!!! Não consigo gostar dessa criatura, esse jeito vagabunda dela me irrita... Sem contar que para ela a única forma de segurar um homem é na cama!!! O relacionamento dela e do Michael só se resume a cama, e será que isso vai durar??? Acredito que o Michael ainda vai acordar quanto a isso... Louise não é a mulher certa para ele... Aliás, ela não é a mulher certa para nenhum homem... Uma mulher que fica com vários homens, sobrinho e com o tio ao mesmo tempo não merece respeito, tem mais que ficar sozinha... Acho que no fundo ela sente inveja da Gaby rsrs...

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
Concordando com Ana Paula............Tá na hora de seguir seu rumo, LOu!!!


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
alessandra.santos.3591267 escreveu:O  que  posso  dizer  sobre  este  Capitulo !!! Poxa  tô  Sem Palavras 
............




     Continua>
KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
Ana Paula Carreiro escreveu:
Fiquei um bom tempo sem aparecer porque tinha esperança de que quando voltasse Michael e Gaby estivessem juntos, mas infelizmente ele continua com a vadia da Louise!!! Não consigo gostar dessa criatura, esse jeito vagabunda dela me irrita... Sem contar que para ela a única forma de segurar um homem é na cama!!! O relacionamento dela e do Michael só se resume a cama, e será que isso vai durar??? Acredito que o Michael ainda vai acordar quanto a isso... Louise não é a mulher certa para ele... Aliás, ela não é a mulher certa para nenhum homem... Uma mulher que fica com vários homens, sobrinho e com o tio ao mesmo tempo não merece respeito, tem mais que ficar sozinha... Acho que no fundo ela sente inveja da Gaby rsrs...

Ela bem que tenta ser certinha, mas a vontade de ser "malvadinha" sempre fala mais alto. hehehehe....ela queria ser certinha como a Gaby....e a Gaby no fundo queria ser mais ousada como a Louise. Acho que cada uma tem demais de suas proprias "qualidades"...não há equilibrio ali.

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
lilianrocha escreveu:Concordando com Ana Paula............Tá na hora de seguir seu rumo, LOu!!!
que rumo? ashuahsuahsuahsuhaushas sei....

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
Oi guriazinhas! Voltei!
Domingo tem mais ok?



CONTINUAÇÃO
>>>>>

Tenho que admitir que não gostava nem um pouco de quando a sonsa deixava aquele remelentinho sob os cuidados de Michael ,mas Sofia apreciava muito a presença dele.
Passavam horas a fio brincando juntos .
Da última vez ,ele ficou aqui por uma semana ,e toda a noite era aquela ladainha pra que ele dormisse...
Era preciso ligar para a mãe do moleque para que ele aceitasse ir pra cama e Michael precisava ficar lá até que ele adormecesse.
O que me deixava muito nervosa e irritada ,pois quando Michael chegava à deitar-se ao meu lado ,eu já estava dormindo há muito tempo.
 
 
 
Aquilo estava ficando insuportável pra mim. Andava irritava, suspirando pelos cantos, mas Michael parecia nem perceber, pois estava encantado em poder cuidar dos filhos e vê-los brincando tão bem entre si.
Andava com os dois por toda a parte, passavam a tarde inteira brincando, pareciam três crianças.
Quis voltar pra minha casa naquela semana, mas Sofia desandou num choro desesperado, a ponto de vomitar todo o almoço quando disse a Marianna que arrumasse nossas coisas pra voltarmos.
-Ah, Louise...mas porque quer ir pra casa?-Michael perguntou com um olhar de pena para a filha.
Suspirei mais uma vez impaciente, então ele me pegou pelo braço e subimos as escadas até o quarto, enquanto Marianna tratava de acalmar e limpar Sofia.
-O que você está fazendo Louise? Porque quer ir embora? A Sofia está tão feliz aqui com o Jake....
-Mas eu não estou feliz... você mal me dá atenção!
-Louise você não pode estar querendo disputar minha atenção com duas crianças de três anos! Meus filhos! Lou... você sabe como eu te adoro, mas quando eu estou com eles, sou só deles. Teremos tempo de ficarmos a sós logo-falou me abraçando.
-Quando? Eu estou com tanta saudade-falei envolvendo-o com meus braços
Ele me abraçou carinhoso ,mergulhando seus dedos em meus cabelos ,em minha nuca.
Beijava meu rosto enquanto envolvia minha cintura com a mão livre ,encostando seu corpo no meu .
-Eu também estou com saudade - sussurrou em meu ouvido.
Senti meu corpo se arrepiar inteiro e suspirei de expectativa
 
Enquanto ele descia os lábios por meu pescoço, fazia com que eu me aproximasse da parede do quarto, e ali pressionava seu corpo no meu.
-Michael, logo a Mari vai trazer a Sofia...
-Shiu...-ele fez enquanto pousava um dedo sobre meus lábios- eu tranquei a porta....e ela vai querer voltar a brincar.Vamos aproveitar.
Me apertava contra ele, pra me mostrar que também sentia minha falta, que seu corpo sentia saudade do meu.
Girei meu corpo, fazendo com que ele ficasse de costas para a parede, apertei minhas mãos em seu corpo enquanto beijava seus lábios com vontade.
Livrei-o do cinto e abri seu zíper olhando em seus olhos.
Ele mordeu os lábios esperando o que viria enquanto me ajoelhava diante dele, sem desviar o olhar.
Fechou os olhos quando o toquei, suspirando alto.
Me segurou pelos cabelos, guiando meus movimentos, ditando o ritmo que queria.
De repente escutamos batidas insistentes na porta
-Papai!!
Era a voz de Jake. Como Marianna estava cuidando de Sofia, o remelentinho ficou sozinho e veio bater á porta em busca do pai.
-Ai, não acredito-reclamei.
-Eu já vou Jake...vá ver se Sofia está melhor-falou controlando a respiração.
-Não, papai! A mamãe chegou!
Escutamos ele sair correndo , gritando pela mãe na maior alegria!
-Mãããe!! O Papai tá aqui no quarto com a tia Louise!
Quando escutou o filho indo ao encontro da sua mãe, Michael se recompôs rapidamente , foi até o banheiro lavar o rosto  e desceu as escadas apressado, indo ao encontro deles.
Gabrielle encara Michael um pouco constrangida.
-Desculpe...eu não queria te ocupar assim...mas não confio em mais ninguém para ficar com o Jake tantos dias.
-Deixa disso Gaby! O Jake é meu filho e eu adoro ter ele aqui...sinto muita falta quando ele não está comigo...
-E ele adora vir ficar aqui com você.
Andavam na direção do carro, com Jake e Sofia correndo em sua volta.
-Gaby-falou quando ela abriu o porta malas-está tudo bem com vocês?  Precisam de algo?
-Não, Michael...estamos bem...só estas viagens que estão me esgotando, mas logo me livro desta tarefa... A próxima só mês que vem...vou ter q ir á um congresso em Dubai...
Gabrielle desvia o olhar e não consegue suprimir um suspiro.
-Está tudo bem com você, Gaby?
-Eu estou tentando, Michael...eu não consigo esquecer de tudo tão rápido quanto eu gostaria... estou me dedicando ao meu trabalho e ao meu filho ...isso é tudo que eu posso fazer.
-Eu sinto muito...
-Não sinta! Você foi atrás do que queria...fez sua escolha. Logo isso tudo passa. Nosso único assunto agora é Jake. Eu vou ficar bem –falou embarcando no carro.

Michael ajudou o filho a embarcar no carro e afivelou o cinto em sua cadeirinha. Sentia-se muito mal por ver o quanto magoara Gabrielle, e a cada vez que via o quanto a feria, sentia fraquejar sua escolha. Nem ele mesmo entendia como sua atração por Louise podia ser tão forte.


CONTINUA
>>>>>>



*reta final meninas

alessandra.santos.3591267

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
Michaelll Voltaaaaaaa
Pra GAbrielle
Agoraaaaaaaaaaa

Ana Paula Carreiro

avatar

Fã
Agora não tenho mais dúvidas rsrs... O que ele sente pela Louise é apenas atração!!! Admita Michael que vc só está com ela por causa do sexo!!! Se a consciência dele está doendo é um bom sinal rsrs, isso significa que ele sente algo pela Gaby, só não percebeu ainda rsrs... Some Louise, torcendo para ela perder a paciência e sumir kkk... Continuaaa...

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
É, Louise...acho que está chegando o final da linha pra vc.....


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

Jeane

avatar
Super Fã Veterano
Super Fã Veterano
nossa senhora do limão azedo....qta controvérsia aki kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

óia, a D.LouiseLoka é loka msm kkkkkkkkkkkk, mas mudar o rumo à essa altura do campeonato??

sei lá...nada a ver...

    ******************

bom, agora vamos aos coments:

-minha amada escritora predileta salve salve:

ai esses arrepios q ela sente, não sei porque, mas eu sinto aki tbm  wild* 

esse hómi tem diploma nessas reações...

e se ele quisesse só "aquilo" comigo 25 horas por dia, eu nem me importava  whistle 

surtando com os hots  8-25-03stretcher  calorr*  seii*

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
Oiiiii guriazinhas!
Já é domingo, certo?
Vou postar mais um capitulo dentro de instantes, só vou responder os comentários primeiro Wink

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
alessandra.santos.3591267 escreveu:Michaelll   Voltaaaaaaa
Pra  GAbrielle
Agoraaaaaaaaaaa

Imaginei vc  lol! 
mas como o nome Gaby escrito na plaquinha...hehehehehe

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
Ana Paula Carreiro escreveu:
Agora não tenho mais dúvidas rsrs... O que ele sente pela Louise é apenas atração!!! Admita Michael que vc só está com ela por causa do sexo!!! Se a consciência dele está doendo é um bom sinal rsrs, isso significa que ele sente algo pela Gaby, só não percebeu ainda rsrs... Some Louise, torcendo para ela perder a paciência e sumir kkk... Continuaaa...
A Gaby é e sempre foi uma ótima pessoa...mas MIchael queria mais...e a Loucura da Louise parecia ser isto. Mas parece que só ele não vê que o que ele sente por ela é apenas atração.  Enfim, Michael é apenas um homem. Lindo maravilhoso cheiroso tudo de bom, mas é homem Wink e homens costumam confundir as coisas. Mas como ele é o nosso Michael...talvez , eu disse TALVRZ ele acorde a tempo...hehehehe

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
lilianrocha escreveu:É, Louise...acho que está chegando o final da linha pra vc.....
ou será que é apenas o começo? Wink

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
Jeane escreveu:nossa senhora do limão azedo....qta controvérsia aki kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

óia, a D.LouiseLoka é loka msm kkkkkkkkkkkk, mas mudar o rumo à essa altura do campeonato??

sei lá...nada a ver...

    ******************

bom, agora vamos aos coments:

-minha amada escritora predileta salve salve:

ai esses arrepios q ela sente, não sei porque, mas eu sinto aki tbm  wild* 

esse hómi tem diploma nessas reações...

e se ele quisesse só "aquilo" comigo 25 horas por dia, eu nem me importava  whistle 

surtando com os hots  8-25-03stretcher  calorr*  seii*
 AHAHAHAHAHH eu ri altão com vc Je...Nossa Senhora do Limão Azedo? rsrsrsrsr
A Lou é a Lou e se for diferente não é a Lou Wink
AHAHAHAHA se ele quisesse 25 horas por dia, tu ia ficar ardida, será que não? Sei bem das tuas reações sei de longa data...quando tem imprensada então, né... Rolling Eyes 
Será que até o fim do conto serei sua predileta?
 Basketball

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
Então tá gurias bora "louisar"??


CONTINUAÇÃO
>>>>>

Michael entrou em casa, mais uma vez com aquela expressão arrependida que sempre ficava depois de falar com a mosca morta. Tantos meses se passaram e ele continua, aparentemente a “sofrer”. Isso me irritava tanto que ele não fazia idéia
 
Outra coisa que estava me irritando muito era a lentidão como os advogados de Michael lidavam com a papelada daquele divórcio. Sempre era uma desculpa diferente e quando eu questionava Michael, ele dizia que preferia que isso ficasse somente a cargo de seus advogados, pois ele não tinha tempo de tratar desses assunto pessoalmente.
Naquele dia Michael pareceu me evitar, ficando a maior parte do tempo com Sofia. Havia muita sintonia entre eles e eu acabei por ficar entretida apenas observando-os juntos.
 
 A semana passou tranqüila, e pude saciar toda minha vontade de ter Michael só pra mim. Aproveitamos muito ,passeamos ,vimos filme , comemos besteiras e sim,namoramos muito . Ao fim daqueles dias,senti vontade de voltar pra minha casa .Michael reclamava disso ,mas pra mim era bom poder ficar longe e sentir saudade ... Servia pra eu perceber o quanto ele me fazia falta no dia a dia a. Conversávamos por telefone todas as noites ,o que fazia aquela saudade toda aumentar.
 
Algumas vezes Michael aparecia de manhã e levava Sofia para passear, passava o dia inteiro com ela. Dizia que era o momento deles.
Naquele dia em especial, quando Michael veio trazer Sofia de volta pra casa,ela entrou correndo, contando que haviam assistido filme  e que tinham tomado sorvete. Mas senti meus pés saindo do chão, quando ela disse que tudo isso foi na casa da “tia Gaby”.
-É mesmo Sofia? Na casa do Jake e da tia Gaby? –falei olhando para Michael.
-A tia Gaby ligou e a gente foi na casa dela.
-Que interessante...agora suba que a Mari tá te esperando pro banho.
A miúda resmungou, mas subiu as escadas depois de abraçar carinhosamente o pai.
-E então Michael? O que tem a me dizer?-falei cruzando os braços, visivelmente irritada.
Como ele podia ir na casa dela, levando minha filha sem que eu soubesse?E passar o dia lá?
-Estava saindo com a Sofia, então liguei pra Gabrielle pra saber se poderia levar o Jake também...como ela estava em casa, acabamos ficando lá.
Michael falava aquilo com a maior calma do mundo, como se fosse a coisa mais normal.
-Como? Como assim Michael?
-O que, Louise? Ficamos lá porque Jake e Sofia queriam brincar! O que tem?
-Então ficou matando a saudade da sua ex?
-Que isso Louise! Não fala besteiras! Fui ver meu filho!
-Michael, há tempo eu vejo você triste depois de ver aquela mosca morta! Fico vendo teu olhar de sofrimento! Parece que sente saudade dela! Então é melhor que fique com ela de vez!
-Você tá maluca Louise?
-Tô cansada, tô farta! Você está comigo, mas parece que preferia estar com ela! Se quiser eu dou umas dicas do que você gosta na cama, pra ver se a poia te deixa satisfeito!
-Pára Louise! Se estou com você é porque eu quero! Deixei dela porque queria você! Porque não entende isso?
Nossas vozes estavam alteradas, eu chorava nervosamente.
-Essa mosca morta...de morta não tem nada!
-Não fala assim dela, Lou....você não a conhece...
-Meu Deus....ele ainda defende!
-Olha...eu vou embora! Não dá pra conversar com você alterada deste jeito!

Michael saiu nervoso, batendo a porta atrás de si. Tentava entender a crise de ciúme de Louise, que pra ele era completamente irracional, uma coisa que não combinava em nada com ela, que sempre foi segura até demais.


CONTINUA
>>>>>

Ana Paula Carreiro

avatar

Fã
Eu não acredito que o Michael largue a Louise para ficar com a Gaby, mas continuo na torcida pela Gaby rsrs... Gosto de ver a Louise assim insegura, durante toda a fic ela não passou segurança para o Michael e agora quer cobrar... No fundo ela sabe que a Gaby com o seu jeitinho manso oferece perigo, o Michael pode até não ficar com a Gaby, mas que ele parece estar dividido entre as duas isso é fato... E realmente é muito estranho o divórcio dele está demorando, será que ele não está por trás disso e não quer falar para a Louise??? Essa semana poderia ter três capítulos rsrs... Continua:*

lilianrocha

avatar
Fics
Fics
APROVADA A IDÉIA....3 CAPÍTULOS, LELÊ!!!


_________________________
You remember a one day....One day in your life!!!


Cumprimentos.net - faça uma montagem de foto

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
Ana Paula Carreiro escreveu:
Eu não acredito que o Michael largue a Louise para ficar com a Gaby, mas continuo na torcida pela Gaby rsrs... Gosto de ver a Louise assim insegura, durante toda a fic ela não passou segurança para o Michael e agora quer cobrar... No fundo ela sabe que a Gaby com o seu jeitinho manso oferece perigo, o Michael pode até não ficar com a Gaby, mas que ele parece estar dividido entre as duas isso é fato... E realmente é muito estranho o divórcio dele está demorando, será que ele não está por trás disso e não quer falar para a Louise??? Essa semana poderia ter três capítulos rsrs... Continua:*
três capitulos? Cara...na época q eu escrevia bastante mesmo eu postava qse diariamente...mas ultimamente corro risco de ficar sem material postando apenas duas vezes.... =(
 Michael parece estar dividido....deve ser porque há coisas em cada uma das duas que ele aprecia...e nem ele mesmo se decide...então enrola a papelada...

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
lilianrocha escreveu:APROVADA A IDÉIA....3 CAPÍTULOS, LELÊ!!!

Como diz uma amigo meu, "a chorada é livre" hehehehehe

♥ Lelê ♥

avatar
Membro Invincible
Membro Invincible
Boa noite guriazinhas! Hoje o capitulo vai deixar feliz as meninas do Team Gaby....hehehehehe Ou não.
Bora??


CONTINUAÇÃO
>>>>>>>

Fiquei no meu quarto, trancada não sei quantos dias. Mal descia pra comer. Não tinha vontade. Ficava alguns minutos com Sofia, mas logo me cansava  e voltava pro quarto.
Marianna tentava me persuadir a sair, a comer, a reagir, mas tudo que eu conseguia era tentar ligar para Michael, mas sempre dava caixa postal, o que me deixava ainda pior.
 
***
 No dia marcado para sua viagem a Dubai, Gabrielle acorda atrasada, arruma a si e ao filho apressadamente e parte pra casa de Michael.
Estava tão nervosa pela possibilidade de perder aquele vôo, que nem percebeu que Michael estava com uma expressão triste , que havia chorado.
Ele estava realmente triste, e mesmo escutando seu celular tocando de tempos em tempos, teimava em não atender. Queria que Louise tivesse um tempo pra pensar, pra se reconhecer, pois aquela mulher insegura e ciumenta não era nem a sombra da Louise que o deixava louco de paixão.
Naqueles dias que se sucederam, ocupou todo seu tempo na tarefa de cuidar do filho, mantendo a mente concentrada no menino. Sequer pensou em Sofia naqueles dias, pois queria evitar completamente direcionar seus pensamentos para Louise.
 
***
 
Gabrielle chegou ao aeroporto apenas á tempo de fazer o check-in e embarcar. Foi a ultima passageira a entrar no avião.
Passou a viagem imaginando se encontraria alguma de suas amigas que ainda moravam lá...
Reviveu mentalmente alguns momentos felizes naquela terra. Era tudo tão bonito!
Aproveitou pra pôr sua leitura em dia e descansar como pôde.
Desembarcou em Dubai  muitas horas depois. Pegou um táxi e foi direto pro Hotel.
Logo de chegada reconheceu o local. O mesmo hotel em que ficara hospedada com Michael, naquela fatídica noite em que conceberam Jake.
A convenção seria no mesmo local. Ela achou até melhor, pouparia seu tempo.
Assim que se instalou no quarto, tratou de ligar para Michael, para saber do filho.
Alguns toques depois Michael atende com voz de sono, falando baixo.
-Oi Gaby...
-Porque ta cochichando Michael?
-Jake já dormiu e eu estava no quarto dele....
Ela pode escutar o som de porta se fechando
-Desculpa não me dei conta do fuso.
-Tudo bem...eu estava acordado.
-Você precisa descansar! Jake vai acabar com você amanhã. Falou a semana inteira que ia ficar na casa do papai e brincar com a Sofia.
-É...Sofia não veio...vou ter que dar conta sozinho.
Michael tentou rir, mas sentiu saudade da filha.
Conversaram algum tempo, então se despediram e Michael tentou dormir.
Gabrielle estava cansada da viagem, então tentou dormir um pouco antes da abertura da Convenção, que seria naquela noite.
Na hora marcada ela foi, usando um vestido mais sóbrio, mas que não deixava de ressaltar o quanto era bonita.Prendeu os cabelos, deixando o rosto e o pescoço á mostra. Usava uma maquiagem discreta e na bolsa tudo que precisaria para fazer suas anotações.
Durante toda a noite sentiu que era observada, mas haviam tantas pessoas ali, que pensou que era apenas uma impressão.
Quando resolveu voltar para seu quarto, sentiu uma mão tocar seu braço.
-Desculpe...eu te observei a noite toda...mas queria ter certeza de que era mesmo você!
Gabrielle se volta rapidamente para o dono daquela voz grave. Diante de seu silencio, ele volta a falar.
-Sou eu, Rafik...
-Desculpa-gaguejou-eu sei quem você é...só não esperava te ver aqui.
Ela não podia deixar de reparar, agora sem estar sob o efeito do álcool, que Rafik era muito bonito.  Estava com um terno no estilo ocidental que aparentava ser muito caro, o corte era perfeito e ressaltava seus ombros largos.
Seu rosto tem feições marcantes , com o queixo pronunciado adornado com sua barba bem cerrada, pele morena e grandes olhos negros, com cílios longos e espessos.
Fica alguns segundos abobalhada observando aquele conjunto de qualidades que ela apreciava muito.
-Gabrielle é o teu nome, não é? Será que a gente podia conversar? Jantar talvez?
-Oh...não sei... eu já estava voltando pro quarto. Cheguei de L.A. hoje...não me acostumei com o fuso horário. Melhor não.
Ela fitava seu interlocutor desconfiada, pois imaginava que ele ainda fazia mau juízo dela, e aquele convite era na verdade uma forma de terminarem o que começaram no corredor do hotel.
-Por favor...eu preciso mesmo falar com você.-insiste.
-Melhor não!
Antes que Rafik pudesse falar novamente, Gabrielle já se afastava dele, andando apressada, no rumo de seu quarto, onde pretendia ficar trancada até o dia seguinte.
Ele fica parado, observando a moça se afastar dele.
Se dirige então até a portaria do hotel, e fazendo uso de sua influencia, afinal, era filho do dono , solicitou o numero do quarto de Gabrielle.
Tão logo amanheceu, um empregado do hotel batia á porta de Gabrielle, e lhe entrega uma caixa não muito grande, cuidadosamente embrulhada.
-O que será isto?-se perguntou após agradecer o jovem e fechar a porta.
Sentou-se na cama calmamente e abriu o pacote com cuidado.
Dentro havia um belíssimo colar, muito bonito e delicado.
Junto havia um bilhete de Rafik ,com um convite para almoçar. Avisava que não aceitaria outra resposta negativa e informava o local e horário que a esperaria.
-Mas que abusado! Ele pensa que está falando com uma mulher daqui! Me dando ordens!
Se arrumou para o compromisso daquela manhã ainda irritada com o convite nada lisonjeiro de Rafik. Antes de sair, se olhou mais uma vez no espelho,  achando que estava bonita.
Saiu fechando a porta, então volta apressada, pega a caixa do colar, enfia rapidamente na bolsa, e então vai, constatando que já estava atrasada.
Passou a manhã na conferência completamente aérea, pensando se deveria ou não ir ao encontro de Rafik.
Uma parte dela não queria ir, mas outra maior estava se sentindo curiosa. O que ele poderia querer com ela?
No final daquela manhã já sentia o estômago roncar.
Olhou o relógio. Quase a hora que Rafik marcou.
Exitou mais uma vez pensando se deveria comparecer.
Então mexeu na bolsa e resolveu que deveria ir sim, mas para devolver aquele colar.
Chamou um táxi e passou o endereço indicado naquele bilhete de letra bem feita.
Em poucos minutos estava lá.
Era um restaurante de comida tí\"\"\"\"\"\"\"\", muito movimentado.
Viu Rafik sentado em uma área reservada, usando uma roupa tradicional que lhe caía muito bem. Estava olhando na direção dela com um belo sorriso estampado no rosto.
Respirou fundo e andou decidida até ele. Sentou-se e, antes que ele pudesse lhe dar boas vindas, ela coloca a caixinha sobre a mesa.
-Vim devolver...acho que houve algum engano.
-Não houve não. Ele está com você e você está aqui.-devolveu com um sorriso ainda maior.
-Eu não posso aceitar este presente! Não há motivos pra que você me dê isto!-insistiu, empurrando a caixa sobre a mesa.
-Não consegui pensar em nada diferente... de uma maneira ou de outra você viria até mim, e de fato, veio. Eu queria muito conversar contigo Gabrielle.
-E o que tanto você tem a dizer?
-Eu queria me desculpar por aquela noite em que nos conhecemos. Não tratei você como deveria, te desrespeitei. Pensei que fosse sobrinha de Michael quando me aproximei...achei que estava disponível. Mas nada justifica o que houve depois. Eu não sou este tipo de homem.
Gabrielle não gostou de admitir, mas Rafik estava certo, Ele conseguiu que ela fosse ao seu encontro de qualquer maneira.
A contra gosto, Rafik aceitou o presente de volta e almoçaram juntos.
Ele se desculpou mais uma vez sobre seu mau comportamento , e entre outros assuntos, perguntou sobre Michael, argumentando que ele próprio não deixaria sua bela e jovem esposa viajar sozinha, e mal pôde disfarçar um sorriso quando Gabrielle revelou que não estava mais casada com Michael.
Naquela tarde ensolarada, pela primeira vez Gabrielle faltou á um compromisso profissional, abandonando a convenção para passear pela cidade com seu belo anfitrião.
Não que ela ainda não conhecesse o lugar, afinal morou ali por quase 3 anos, mas sempre via os lugares sob um prisma diferente.... Michael sempre escolhia os passeios onde o filho do casal pudesse se divertir , eram sempre passeios voltados ao bebê.
A conversa fluía tão bem e de forma tão leve que quando se deram conta, já havia anoitecido.
Naquela noite, Gabrielle esqueceu de ligar para saber de seu pequeno filho, pois ficara até tarde conversando com o príncipe ao telefone.
Aquela semana almoçaram e jantaram juntos todos os dias. Conversavam muito e Gabrielle se sentia muito á vontade com Rafik, a ponto de, ao final daquela semana, abrir seu coração sobre tudo o que havia acontecido entre ela e Michael. As circunstancias daquela união e como tudo acabou, e também como ela ainda se sentia sobre aquilo tudo.
Na noite seguinte, Rafik levou Gabrielle ao aeroporto para que ela voltasse para casa, pois o congresso finalmente havia acabado.
Ela se sentia estranha, sentia vontade de ver o filho, mas ao mesmo tempo não queria ir embora. A companhia de Rafik era sempre tão agradável. Seu peito era bombardeado por sentimentos controversos. Queria partir, queria ficar...
Após fazer o chekin e despachar as malas, foram para a área de embarque esperar o vôo dela ser chamado.
De repente as palavras ficaram escassas e eles apenas se olhavam.
A voz que anunciava o próximo vôo através do sistema de som do aeroporto era a única escutada durante aqueles minutos. Ambos pareciam procurar palavras no chão daquela sala de espera.
Abriram a boca ao mesmo tempo para falar e então pararam, num riso encabulado.Pareciam adolescentes.
O sistema de som então anunciou o vôo de Gabrielle, pondo fim àquele silencio constrangedor.
-Bem – ela suspira - então é hora de ir.
-Gostaria de recebê-la aqui novamente...com mais tempo.
-Talvez...talvez eu possa voltar.
O sistema de som interrompeu a conversa deles, anunciando a ultima chamada para aquele vôo.
Antes de sair da sala de espera onde estavam, Rafik segura a mão de Gabrielle e a beija.
-Gostaria de poder vê-la novamente.
Gabrielle sorri em resposta.Ela também queria poder ver Rafik novamente. Ele era tão galante e lisonjeiro que fazia com que seu coração se agitasse dentro do peito.
Ficaram olhando-se nos olhos, como se estivessem presos em um universo só deles, como se, de repente, á sua volta existisse apenas silencio.
Rafik então se aproxima mais, mergulhando seus dedos nos cabelos de Gabrielle, beijando-lhe os lábios de forma intensa, cheia de vontade e carinho.
Se afastaram rapidamente, pois estavam em um lugar público em um país muçulmano.
-Desculpe...eu não queria ter feito isto.Digo...eu queria...-falava gaguejando- não quero que pense mal de mim...eu gostaria de ter uma chance de apagar aquele primeiro encontro que tivemos da sua memória...
Gabrielle ficou claramente surpresa. Também desejava beijar Rafik há vários dias, mas não tinha certeza das intenções dele, e também porque não pretendia se envolver.
Embarcou no avião e passou o resto da viagem revivendo aquele beijo em sua memória, confusa entre arrependimento e deleite.


CONTINUA
>>>>>

Ana Paula Carreiro

avatar

Fã
Não gostei não!!! Eu aqui cheia de esperança, achando que o Michael iria atrás dela em Dubai para reviverem os bons momentos!!! Gabrielle me arruma esse sujeito, se isso pelo menos fizesse o Michael ficar com ciúmes tava bom, mas sqn Sad!!! Continua...

alessandra.santos.3591267

avatar
Fã Dedicado
Fã Dedicado
No Acredito  No  que  Lí  To Revoltada Com  este  sujeito , Poxa  eu  quase  morri  de  tristeza...
Poxa  Gaby  Sua "Ponha"     seu  Alvo  é  Michael ...
"Michael  Tava  tristinho  e  ela  nem  pra  percebeer " Putts 


"Aff Mallia  Alumia  Esta Alma"
"Nunca  Vi  Menina Pra  amar Tanto"
"Amou TJ , Amou Michael , E  agora???"
"Alumia Aff Malia Das  fanfics " .  Sad

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 27 de 30]

Ir à página : Anterior  1 ... 15 ... 26, 27, 28, 29, 30  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum